Deputada sorocabana deve assumir o comando da Assembleia Legislativa. Presidente deve se licenciar

Fernando Capez, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, é um dos alvos centrais das denúncias envolvendo desvio de recursos públicos da merenda escolar. O nome dele não aparece em nenhuma das gravações, mas aparecem os nomes de assessores diretos seus. Depois de um silêncio brutal, Capez se pronunciou e ficou evidente o quanto está abatido. Assim como ocorreu em outros casos de denúncia de corrupção no Brasil, Capez também disse que não se lembra de nada, nem de pessoas citadas que seriam próximas dele. Por todo esse clima, me parece evidente que ele peça licença do cargo. Até achei que ele seria obrigado a isso, mas não é. Se sair será por vontade própria. Acredito que ele saia. E saindo, mesmo que por 60 dias, quem assume o comando da casa será a deputada Maria Lúcia Amary, primeira vice-presidente. Se isso ocorrer, ela sedimenta ainda mais seu nome na história do legislativo paulista, uma vez que será a primeira mulher a ter esse cargo.

Comentários

Leia também