Direção municipal do PMDB nega assédio ao PSC via diretório estadual e sai em defesa do seu pré-candidato

As afirmações de Serginho Cardoso, coordenador metropolitano do PSC, provocou reação imediata da direção municipal do PMDB que nega qualquer ação, via diretório estadual do partido, para impor que o diretório local caminhe com o PMDB nesta eleição. “Renato Amary, presidente do diretório municipal do PMDB e pré-candidato a prefeito não é, nunca foi e não será assediador de partido por vias que não sejam diretas. Renato Amary constrói alianças em torno de um projeto de cidade e não em torno de projeto pessoal seja de quem for. Não há o registro de nenhum encontro entre o nosso pré-candidato e algum dirigente do PSC. Renato Amary nunca passou por cima de ninguém”. Este foi o resumo de nota do partido.

Ao telefone, comigo, Renato Amary afirmou que não tem o menor cabimento o que está na nota publicada por mim e pediu que quando aparecer qualquer informação dessa natureza, que agride a ele, eu tome o cuidado de lhe telefonar antes para dar no mesmo espaço a visão dele sobre o que falam dele. É justo.

Comentários

Leia também