É largo o sorriso dos vencedores nas urnas

O futuro governador do Estado de São Paulo, os 2 novos senadores paulistas, os 94 deputados estaduais e os 70 federais eleitos por São Paulo no pleito de 7 de outubro foram diplomados nessa semana na Sala São Paulo, ou seja, com a diplomação dos eleitos foi encerrado oficialmente o processo eleitoral de 2018 de modo que o diploma torna cada um apto a assumir o cargo a partir de 2019.

Os seis representantes sorocabanos – os deputados federais: Vitor Lippi (PSDB) e Jefferson Campos (PSB) que seguem em suas cadeiras em Brasília, e o capitão Guilherme Muraro Derrite (PP); além dos deputados estaduais Maria Lúcia Amary (PSDB), Carlos Cézar (PSB) que foram reeleitos e Danilo Balas PSL), que vai cumprir primeiro mandato – tomaram posse.

O que mais me chamou a atenção foi o que a consciência não consegue esconder: o largo sorriso de cada um deles. Sinceramente, os seis demonstraram felicidade e alegria com a vitória. Demonstraram júbilo, conquista, missão cumprida.

Mas, também, chamou a atenção o que a consciência elabora, racionaliza e verbaliza: as promessas.

Os federais

O pastor Jefferson Campos, que chega no seu quarto mandato, entende que a próxima legislatura passa pela pacificação da situação política do Brasil: “Esperamos que as questões pessoais e ideológicas possam ser deixadas de lado por todos para que tenhamos uma agenda comum que coloque o País de novo no trilho do crescimento: com geração de empregos, saúde, investimentos, enfim, tudo aquilo que buscamos para melhorar a qualidade de vida da população”.

O médico Vitor Lippi, ex-prefeito e que vai para o segundo mandato, explicou que seu compromisso será em manter “o foco na organização dos hospitais da região. São 14 no total, trazendo investimentos de mais de R$ 10 milhões por ano. Já em 2020 teremos 5 mil novas vagas de cirurgias para a população, 100% SUS”. Além disso, vai trabalhar “para aumentar as oportunidades de emprego e investimentos na cadeia produtiva”.

O capitão Derrite está comprometido a buscar verbas para a saúde e “é claro que esperam de mim a bandeira da segurança pública e o farei, participando das comissões parlamentares sobre o tema, mas não podemos esquecer da saúde e da educação, fundamentais para a vida dos brasileiros”.

Os estaduais

A advogada Maria Lúcia Amary, que iniciará o quinto mandato disse que “reafirma meu compromisso de continuar trabalhando por Sorocaba e Região, em sintonia com o governo de João Dária.”

O pastor Carlos Cézar, que dará início à terceira legislatura, disse que “pretendo me dedicar ainda mais à saúde e à educação, na defesa dos interesses da família paulista. Continuarei dando a devida atenção a hospitais, como as Santas Casas de Misericórdia, hospitais do câncer e o Gpaci, por exemplo, conquistando emendas parlamentares para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, sempre honrando minha responsabilidade como representante da população na Assembleia”.

O policial federal Danilo Balas (PSL), eleito para o primeiro mandato, pretende em “meu primeiro ano como deputado será de muito trabalho pela modernização do atual modelo de segurança pública, pela valorização do policial e do professor, pela fiscalização de contratos públicos e pelo combate incessante à corrupção”.

Comentários

Leia também