Empresário afirma que falha na fiscalização da prefeitura ocasiona asfalto sem qualidade

Publiquei aqui neste espaço e comentei na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) que está em curso na Câmara de Vereadores de Sorocaba projeto de lei do vereador Tonão Silvano onde ele quer lei para obrigar loteador a oferecer asfalto de qualidade nos loteamentos que comercializarem. O vereador argumenta que é tão ruim a qualidade do asfalto entregue em alguns casos que na primeira chuva ele já fica esburacado. Me surpreendi que seja necessário lei para algo tão óbvio.

O empresário, dono de construtora Fábio Pilão, também compartilha da minha surpresa e me escreve: “Deda, me desculpe, mas do ponto de vista técnico o projeto é absurdo, o que falta é fiscalização da Prefeitura de Sorocaba quando da execução do pavimento, o que é obrigação da prefeitura acompanhar as obras que ela aprovou, e nas que ela será obrigada a aceitar em doação alguma parte. Friso a prefeitura tem de exercer a fiscalização e fazer o acompanhamento. Senão é isso porque a prefeitura gasta com tal Sistema PRI? Qual a diferença do asfalto que está sendo executado por uma loteadora é uma escola em convênio com FDE ou FNDE? Na essência acabam sendo a mesma coisa ‘comodatos’ ou ‘doações’. Porque uma obra é fiscalizada acompanhada e a outra não? Na verdade não é necessária a edição de lei e sim que cada poder faça o trabalho que necessita fazer ao invés de ficar dentro de seus gabinetes com ar condicionado!”

Comentários

Leia também