Novo secretário de Gabinete Central é pedido do líder do governo

O empresário Francisco Pagliato Neto, o Kiko, foi nomeado na manhã de hoje secretário de Gabinete Central da Prefeitura de Sorocaba no lugar de Eric Vieira que pediu exoneração do cargo na segunda-feira para assumir a gerência regional da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).

A decisão de Jaqueline Coutinho atende a um pedido do vereador Eng. Martinez (PSDB), líder do governo na Câmara, que já havia indicado Kiko em 2017 quando da primeira cassação do então prefeito Crespo.

Kiko Pagliato é proprietário da rádio Ipanema (FM 91.1Mhz), do portal Ipanema, do Colégio Ser entre outros empreendimentos e presidente do diretório municipal do PSD. Ele foi secretário de Esportes da Prefeitura de Sorocaba no governo Renato Amary, foi candidato a vice-prefeito de Crespo na eleição de 2004 e quando da cassação de Crespo, em 2017, ele desempenhou com desenvoltura o papel de secretário que fazia a mediação entre a Câmara de Vereadores e a prefeitura. Com a volta de Crespo ao cargo, ele se tornou o principal adversário político de Crespo fazendo críticas diárias a ele e seu governo.

A volta de Kiko à Prefeitura, com a segunda cassação de Crespo, era aguardada desde o primeiro momento e surpreendeu o fato de ter levado duas semanas para isso acontecer e acontecer depois que um secretário pediu para sair.

A indicação de Kiko para o cargo feita pelo líder do governo também tira da prefeita Jaqueline a total responsabilidade sobre o fato deixando essa escolha dividida entre Jaqueline e Martinez. Isso evita que outros vereadores pressionem a prefeita. É normal que cada vereador tenha a sua preferência e tenha o desejo de indicar alguém para este cargo de mediação entre Legislativo e Executivo.

Ao chegar ao plenário da Câmara de Sorocaba na manhã de hoje, para se apresentar aos vereadores, Kiko afirmou que entre as prioridades está a de apoiar as atividades do secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas, Flávio Chaves, que nominalmente tem a função de mediar a relação entre os dois poderes.

Na foto, de novembro de 2018, o momento em que Kiko “foi o ‘fiador’ de um acordo reunindo as lideranças do MDB e PSDB na Câmara Municipal de Sorocaba. Fernando Dini tem os votos necessários para se eleger presidente do Legislativo, em votação que ocorrerá na última sessão deste ano, a ser realizada na primeira quinzena de dezembro. O engenheiro José Francisco Martinez, que também postulava o cargo, entrou em acordo e conseguiu a manutenção da advogada Márcia Pegorelli Antunes à frente da Secretaria de Assuntos Jurídicos.”

Comentários

Leia também