Pré-candidato do PT a Prefeitura de Sorocaba reconhece que seu principal desafio será falar sobre seu projeto de governo e cidade ao invés de só responder sobre as agruras do partido

Glauber Piva, pré-candidato a prefeito de Sorocaba pelo PT nas eleições deste ano, foi o entrevistado de hoje na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) e reconheceu que o seu principal desafio será falar sobre os problemas da cidade e seu projeto de governo em vez de somente responder sobre a corrupção que envolve o PT e domina todo o noticiário nacional há meses: “Espero que possamos falar sobre a cidade. Sobre Sorocaba”, desejou a si próprio. Mas na primeira participação do ouvinte do programa, o Ricardo, ele sentiu que não será fácil conseguir falar de projeto. O ouvinte fez críticas pesadas ao seu partido e toda a corrupção que gira em torno do nome. Glauber respondeu com coerência a este tema ao lembrar que a corrupção também está associada ao presidente da Assembléia Legislativa, que é do PSDB, e ao presidente da Câmara federal que é do PMDB. O mais positivo de toda a entrevista foi sua tentativa recorrente ao longo da meia hora de bate-papo de dizer ao ouvinte que o modelo que está hoje presente no processo eleitoral e na junção de partidos para se ganhar a eleição está falido e sua intenção é de fazer diferente, governando sob a sua ideologia e não sob a lógica da concessão.

Aliás, sobre isso, ele falou abertamente sobre a atual situação que o partido: “o PT cometeu erros muito determinantes. O PT sempre defendeu uma mudança na forma de financiamento de político e forma de fazer política, mas houve momento que, para ganhar a eleição, era preciso flertar com o sistema. Para mim um dos grandes problemas da política brasileira é o modelo de financiamento de campanha. Vivemos a privatização da política”, afirmou. “Não acredito nesse modelo e o PT, ao aceitar isso, ganhou a eleição. Talvez esse tenha sido o grande erro. O que vemos hoje não é só corrupção. É uma deterioração de todo o sistema político. Olhamos para o Congresso, Câmara de Vereadores e a população pergunta ‘será que isto me representa?'”. “O PT cometeu outros erros, mas isto foi determinante”, concluiu.

 

“As pessoas me dizem que sou corajoso, pois existem denúncias contra deputado, presidente, governador. Não é uma questão de coragem no sentido de valentia e sim conexão com aquilo que você acredita”, citou. Em seu histórico, dentro do partido, Piva chegou a ser diretor da Ancine (Agência Nacional do Cinema) e secretário nacional do PT. Questionado pelo colunista Deda Benette sobre o porquê de dispor seu nome à possível candidatura para prefeito de Sorocaba, o político afirmou que seu conhecimento o leva a isso. “Tenho trabalhado muito nesse período. Tudo o que tenho feito me leva ao conhecimento da cidade. É possível fazer uma política diferente na cidade”, afirmou.

Caso vença as eleições, Piva afirmou que focará na mobilidade de trânsito e saúde.

Comentários

Leia também