Prefeito eleito afirma desconhecer que secretário nomeado por ele é acusado de ter ameaçado de morte dois fiscais da prefeitura. Mesmo assim saiu em sua defesa

pilaoO prefeito eleito de Sorocaba José Crespo (DEM) foi entrevistado na coluna “O Deda Questão” do Jornal da Ipanema (FM 91.1Mhz) e falou sobre esse momento de transição e formação da equipe que assume a partir de 1º de janeiro.

Um dos tópicos da entrevista foi o empresário Fábio Pilão, futuro secretário de Conservação, Serviços e Obras, que tem sido bastante contestado nos bastidores políticos. Um dos motivos das críticas em torno dessa escolha de Crespo é o fato dele sido dono de uma construtora que foi considerada inapta pela administração do prefeito Pannunzio e, também, pelo fato de existirem dois BOs (Boletins de Ocorrências) registrados na Polícia Civil, a espera de serem transformados em inquéritos policiais, onde Pilão é acusado por fiscais da Prefeitura de Sorocaba de ter sido ameaçado de morte por ele. Pilão, segundo os fiscais, ameaçou matar os funcionários municipais.

Crespo me disse ao vivo durante o programa que não tinha conhecimento dos BOs, mas garantiu que isso não tem problema uma vez que o fato ainda precisará ser investigado e que a conclusão do inquérito poderá ser de que os fiscais inventaram, mentiram, portanto, que foram ameaçados de morte por Pilão. É apenas alguém falando algo de outro. Tudo bem que uma ameaça de morte é grave, mas é preciso ver a conclusão da investigação. Portanto, disse Crespo, enquanto não houver uma sentença sobre essa acusação ele segue confiando em Pilão para fazer o que pretende na pasta.

Quanto ao fato da construtora de Pilão estar como classificada como inapta na Prefeitura de Sorocaba, portanto impossibilitada de participar de licitações, Crespo disse que são comuns fatos onde empresários e empreiteiros são alvos de agentes públicos que querem propina dele e ao não aceitarem fazer isso passarem a ser perseguidos por agentes públicos. Ele falou isso de maneira genérica, mas deixou no ar a ilação para se saber se não é esse o caso envolvendo a empresa de Pilão e dela ter sido considerada inapta por secretários do prefeito Pannunzio.

Comentários

Leia também