Prefeitura vai oferecer reajuste ao funcionalismo, mas índice será abaixo da inflação

O prefeito Pannunzio reuniu a imprensa no final da tarde hoje (11/03) para revelar o seu grau de preocupação com a queda de 8,7% na arrecadação municipal nos dois primeiros meses deste ano. Ele afirma que não terá dinheiro, inclusive para pagar a folha de pagamento, se medidas drásticas não forem tomadas na gestão da prefeitura. O prefeito esteve acompanhado dos secretários de Finanças, Aurílio Caiado, de Planejamento e Gestão, Edsom Ortega, e de Governo e Segurança Comunitária, João Leandro da Costa Filho.

Toda essa questão não revelou o mistério sobre o reajuste do salário dos servidores públicos municipais. O sindicato da categoria pediu 19% de reajuste. A inflação foi de 10,48%. Nos três primeiros anos do seu mandato, o prefeito Pannunzio deu de reajuste a inflação mais 2%. Ou seja, em três anos o aumento real foi de 7,25% sendo 4% diretamente sobre a folha e 3,25% ao mudar para o IPCA-Fipe de 3,25% a base de cálculo do salário do período. Mas e agora?

O secretário João Leandro, ao vivo no Jornal da Ipanema (FM 91.1Mhz) hoje pela manhã, disse depois que eu perguntei para ele que a Prefeitura vai oferecer reajuste ao salário do funcionalismo. Insisti em entender se sua afirmação era de que não seria oferecido zero de aumento, mas haveria um índice a ser oferecido. Ele disse que sim. O que ainda não sei (e pelo que percebi nem mesmo o prefeito e os secretários têm um questão fechada sobre isso) é de quanto. Se será oferecida a reposição total da inflação ou se será oferecido um índice menor. Mas sei que não será oferecido aumento real. Uma frase, de um dos secretários que cuidam das finanças da prefeitura, que me reservo o direito de dizer quem é, revela: “Todos os cálculos de nossas finanças não autorizam aumentos neste momento de queda de arrecadação e incerteza futura”.

Depois da contraproposta da Prefeitura perante o pedido de 19% do sindicato, a ser feito na manhã de segunda-feira, o sindicato fará assembleia para levar aos funcionários o que foi oferecido e decidir se aceitam ou fazem novo pedido. O prazo limite, por lei, em razão deste ser um ano eleitoral, para esta questão estar resolvida é dia 31 de março. O Acertado o índice, ele é aplicado de maneira retroativa ao mês de janeiro, período da data-base da categoria.

Comentários

Leia também