Presidente da Urbes participa por telefone do debate na rádio, defende o BRT e nega a ação de cartel

O engenheiro Renato Gianolla participou da edição de hoje da coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) por telefone (ao contrário de Larte Molleta e Crespo que estavam presentes no estúdio) e depois que os dois autores das ações no Tribunal de Justiça e no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo se pronunciaram. Ele defendeu o conceito do sistema BRT escolhido para Sorocaba e deixou claro que ele pode ser visto como um problema, por parte da população, nos seus dois primeiros anos de funcionamento, mas que em dez anos será visto como uma boa solução para a mobilidade. Ele também defendeu a transparência do processo, incluindo explicações técnicas em audiências públicas e para os vereadores. E por fim lembrou que sua conduta pública (ele está no comando do trânsito e transporte de Sorocaba há pelo menos 20 anos) é sua resposta a qualquer desconfiança que possam ter sobre a existência de cartel no processo de assinatura do contrato do BRT em Sorocaba. Ele lembrou que o TCE acompanhou todos editais da licitação e que qualquer ação de cartel por parte das empresas, se vier a ser confirmado que existe, é algo do qual está fora do alcance da administração pública.

Comentários

Leia também