Presidente do Sindicado dos Servidores pede ajuda aos vereadores para que eles convençam o prefeito de que não haverá impacto o reajuste de 6,29%

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba, Salatiel Hergesel, a pedido do vereador José Francisco Martinez (PSDB), utilizou a tribuna da Câmara no início da sessão ordinária de hoje para pedir o apoio dos parlamentares. O representante do funcionalismo falou sobre proposta do prefeito de reposição inflacionária apenas referente ao ano anterior, de 3%, retroativo a janeiro deste ano. “Porém temos uma inflação de 6,29% referente ao ano de 2016”, afirmou.

Hergesel destacou que o projeto do Executivo, que deverá entrar em votação na próxima semana, recebeu uma emenda coletiva dos vereadores incluindo esta reposição inflacionária, que seria dividida em dois período, julho e outubro. “O que tememos é que o prefeito vete essa emenda, alegando não ter caixa. O que nós queremos é a ajuda dos senhores para convencer o governo de que não haverá impacto no orçamento”, pediu.

O presidente do sindicato disse que a reposição inflacionária soma R$ 15 milhões de reais, para atender os 15 mil servidores, “menos de 1% da receita corrente liquida do Município”, conforme frisou, lembrando ainda que atualmente o Município gasta com o pagamento de salários 43,7%, do seu orçamento, sendo o limite de alerta de 48%. “Lembrando que mais de 3 mil servidores recebem bruto 1.340 reais de salário e esses 6,29% vão representar apenas 80 reais a mais por mês a partir de julho. É muito pouco, mas é necessário para essas pessoas”, concluiu.

Comentários

Leia também