Provedor e vice-provedor da Santa Casa são presos porque mesmo afastados ambos continuaram a dilapidar o patrimônio da irmandade

A Polícia Civil, através da Delegacia Seccional de Sorocaba, prendeu hoje (15/08), por volta das 6h30, o provedor e o vice provedor da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, José Antônio Fasiaben e Ademir Lopes Soares. A Policia Civil solicitou ao Poder Judiciário a prisão preventiva dos dois com base em inquérito policial que investiga os crimes de estelionato, peculato desvio, sonegação fiscal e associação criminosa.O juiz titular da 1a. Vara Criminal de Sorocaba Jaime Walmer de Freitas acatou o pedido e decretou as prisões e determinou as buscas. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos presos e na sede do convênio Santa Casa Saúde, onde foram apreendidos documentos e computadores. É o quarto inquérito policial no qual Fasiaben é indiciado pelo desvio de verbas públicas em detrimento da administração da Irmandade. Há um quinto inquérito parado no Ministério Público há mais de um ano.

Durante a investigação, a Polícia Civil constatou que mesmo com o afastamento de Fasiaben e após a requisição da Prefeitura de Sorocaba, os investigados continuaram a dilapidar o patrimônio da Santa Casa. Esta semana os presos serão indiciados e interrogados na Delegacia Seccional. Os provedores da irmandade presos são também diretores do convênio Santa Saúde em Sorocaba. A administradora do Santa Casa Saúde, Selma Durão também teve a prisão preventiva decretada. Ela não foi localizada em sua residência e é considerada foragida.

Comentários

Leia também