Deputado tucano e ex-deputada petista debatem o país e quase sai faísca na rádio Ipanema

Para celebrar o Dia da Independência do Brasil, em 7 de setembro, o Jornal da Ipanema gravou na manhã desta segunda-feira um programa especial com duas horas de duração, que vai ao ar somente na segunda-feira que vem, para debater o Brasil. O deputado federal Vitor Lippi (PSDB)  defendeu mais uma vez o impeachment da presidente Dilma e a ex-deputada Iara Bernardi (PT) defendeu a permanência dela. Lippi afirmou que o escândalo do Petrolão é o de maior corrupção na vida pública do Brasil. Iara rebateu e disse que as privatizações promovidas pelo presidente Fernando Henrique é que merecem este título. Lippi argumentou que a crise econômica e financeira e o desmando da presidente Dilma estão afundando o Brasil. Iara rebateu numa comparação com o governo Pannunzio que assim como Dilma, na avaliação de Iara, tem a reprovação da população e nem por isso se defende o impeachment do prefeito. Lippi rebateu que essa comparação não pode ser feita primeiro porque Pannunzio é um homem público sem nenhuma mancha de corrupção em seu currículo e segundo que sua administração sofre com a crise federal provocada pelo governo Dilma. Iara rebateu e falou que sete secretários de Lippi foram demitidos por corrupção e ele deixou herança maldita a Pannunzio. Lippi se indignou com Iara e explicou que seus secretários enfrentaram problemas pontuais, bastante diferentes do governo federal que montou uma quadrilha e planejou saquear a Petrobrás. Enfim, um programa imperdível e histórico que teve o comando de José Roberto Ercolin, Alexandre Moreto, Paulo Roberto Júnior e Deda Benette.

Comentários

Leia também