Assalto filmado a residência de candidato a prefeito de Sorocaba, onde bandidos não percebem câmera ligada, gera desconfiança de que tenha sido golpe de marketing

GodoyRoubo1

Hélio Godoy (PRB), candidato a prefeito de Sorocaba na eleição de daqui 47 dias, registrou boletim de ocorrência na hora do almoço de hoje (17/08) sobre um assalto ocorrido em sua casa, no bairro Wanel Ville, na zona oeste de Sorocaba, no fin al da noite de terça-feira. Pela manhã, a assessoria do candidato havia divulgado um relise sobre o assalto. O portal Ipanema foi o primeiro a publicar o vídeo com as imagens do fato e o Jornal Ipanema (FM 91,1Mhz) o primeiro a entrevistar o candidato ao vivo sobre o susto.

Segundo o registro policial foram levados sete celulares e cinco carteiras, com dinheiro e cartões de crédito, uma televisão e também o carro do político, um Citroën C4 Pallas. No momento da ação criminosa, além de Godoy, outras quatro pessoas estavam na residência e ninguém ficou ferido. Segundo assessoria de imprensa do político, ele gravava um depoimento para a produção do seu programa de propaganda eleitoral quando os indivíduos invadiram a residência com os rostos parcialmente cobertos. Os criminosos prenderam as vítimas no banheiro e continuaram vasculhado a casa, até encontrarem outros pertences, entre eles uma bolsa com dois computadores de um dos produtores. As câmeras usadas pela equipe da produtora não foram levadas, o que chamou a atenção dos policiais que atenderam a ocorrência. A assessoria de Godoy afirmou que a dupla que assaltou a residência não percebeu que os equipamentos. Por isso existem as imagens.

Desconfiança

Nos bastidores políticos, e em algumas rodas de formadores de opinião, muita gente levando em conta que o assalto pode ter sido uma jogada de marketing do candidato. Não há quem não se lembre que em 2004, na campanha a prefeito, tiros dados no escritório do então candidato Crespo partiram de sua própria assessoria e tinham a intenção de prejudicar a imagem do então candidato Vitor Lippi. A principal dúvida sobre o assalto a casa de Godoy é porque os bandidos, após vasculharem todo o ambiente, terem deixado de roubar uma câmera. Aliás, estranhamento levantado pelos próprios policiais que atenderam a ocorrência.

Mais que nunca, portanto, que o delegado Acácio, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), tenha sucesso imediato em esclarecer os fatos. É bom para o candidato Godoy, pois acabam com esse tipo de comentário, mas principalmente para a sociedade afinal de contas não há nada mais apavorante do que ficar com a sua família sob a mira de uma arma de fogo.

Tenho sido questionado sobre o que eu acho desse assalto na casa de Godoy e tenho dito que não vejo razão alguma para ele forjar algo dessa natureza. Num desespero de final de campanha (como no episódio de 2004) é até compreensível que algum “gênio” da assessoria do candidato faça uma besteira desse tamanho. Mas num momento como esse, onde a campanha só terá impacto sobre o eleitor quando começar o horário gratuito de Rádio e TV, não vejo a menor razão para se arriscar numa jogada de marketing. Além disso, com os filhos dentro de casa, ninguém inventaria nada.

Agora, se eu fosse do marketing da campanha de Godoy (como já fui em 2004 da campanha do Lippi), proibiria ele de dar a publicidade que deu ao fato. Trataria o assalto no âmbito pessoal, envolveria a polícia com a discrição que a legislação garante em casos como este, e só depois de tudo esclarecido comunicaria a sociedade sobre o susto (e ainda bem que foi só susto e dano material) pelo qual passou.

A foto é um framme do vídeo gravado durante o assalto.

Comentários

Leia também