Autor de pedido de cassação da vice sustenta seu ato

Rafael Sarti, munícipe sorocabano autor do pedido de cassação de Jaqueline Coutinho do cargo de vice-prefeita, se dirige a mim para dizer que minha postagem, dizendo que  é impossível cassar um cargo de expectativa, como da vice, está equivocada e que ele possui a informação de que há jurisprudência de um fato semelhante.

Ele me informa que pede a cassação dela por atos de quando Jaqueline era prefeita e não leva em consideração os fatos de quando ela estava como vice. “A jurisprudência diz que a cassação de vice-prefeito só pode ser aceita em caso de ato cometido como prefeito e, como se trata de cargo de expectativa, não se pode esconder atrás do cargo de vice para deixar de responder por ato que praticou enquanto prefeito”.

Sarti está confiante de que os vereadores vão cassar o mandato da vice.

Pelo que acompanho, nos bastidores, não acredito que isso vá acontecer. E a razão é simples: os vereadores não vão carregar o peso de tirar o mandato de alguém eleito pelo voto (caso de Crespo e Jaqueline) através da denúncia de algum desafeto deles. Se for cassar, será por investigação própria (como a CPI dos Voluntários no caso de Crespo).

Rafael Sarti, quando tinha 20 anos, em 2016, era o administrador da página mantida no Facebook “Fora, Pannunzio” que concentrava críticas ao ex-prefeito de Sorocaba. Nessa época, inclusive, ele fez parte do MDB. Na campanha eleitoral de 2012, Sarti era parceiro do hoje vereador e também namorado da vice-prefeita, Hudson Pessini. Atualmente, aos 23 anos, Sarti é empresário, ele tem uma empresa que ajuda empreendedores a desenvolverem os seus negócios, principalmente, usando as redes sociais para este fim.

Por que pediu a cassação?

Apesar da minha insistência, querendo saber o motivo dele desejar que a vice-prefeita tenha o seu mandato cassado, ele não me respondeu. Limitou-se a me enviar um pequeno texto, onde se dirige à vice e seu advogado, porém sem dar resposta objetiva à minha pergunta. Pincei no meio desse texto a expressão “(…) o que norteou o pedido de cassação não é dinheiro, não me vendo e nunca estarei à venda (…)” dando a entender que ele sentiu-se acusado de estar pedindo a cassação da vice por encomenda de alguém. Mas, repito, não diz o motivo de pedir a cassação da vice.

FOTO: Autoria de Fernando Rezende e publicada originalmente no jornal Diário de Sorocaba.

Comentários

Leia também