Câmara “esconde” prefeito de relise sobre assinatura de convênio

Não está fácil a vida do prefeito Crespo, mesmo. E um sinal disso foi emitido pela Câmara de Vereadores de Sorocaba na tarde quarta-feira quando divulgou relise (instrumento oficial para informações jornalísticas) sobre a assinatura do contrato da nova gestão da UPH (Unidade Pré-Hospitalar) da Zona Leste, que a partir de agora passa a ser administrada pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia.

O nome Crespo aparece no finalzinho do texto e na única foto divulgada sobre o evento (que aqui em publico) corta, literalmente, Crespo da imagem. Fiz uma marca em vermelho onde se vê apenas as mãos do prefeito.

Alvo de uma Comissão Processante que pode cassar seu mandato, de uma polêmica CPI sobre os voluntários da prefeitura e da Operação Casa de Papel (onde Polícia e Gaeco invadiram a prefeitura e a casa de três ex-secretários atrás de provas de operações ilícitas com o dinheiro público), o momento do prefeito Crespo em termos de confiança popular é dos mais baixos. E esse sentimento é captado pelos vereadores e explica o motivo da Câmara “esconder” ele de seus atos.

A seguir a íntegra do relise da Câmara:

Câmara prestigia assinatura do convênio da nova gestão da UPH Zona Leste

Na tarde de hoje, foi assinado o contrato da nova gestão da Unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Leste, que a partir de agora passa a ser administrada pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia, mantendo em atividade o atendimento à população. O evento foi realizado na própria unidade de saúde e contou com a presença do presidente da Câmara, vereador Fernando Dini (MDB), e dos vereadores Fausto Peres (Podemos), Renan Santos (PC do B) e Wanderley Diogo (PRP).

“O povo clama por saúde e o mandato dos vereadores tem por obrigação ouvir a população, compreender as necessidades e lutar por melhorias. Foi isso que fizemos e nosso trabalho resultou na continuidade do serviço aqui na UPH da Zona Leste”, afirmou o presidente do Legislativo, Fernando Dini, destacando o trabalho da Câmara para evitar o fechamento da unidade de saúde, que atende cerca de 15 mil paciente por mês.

O parlamentar também lembrou que 95% do corpo clínico e administrativo foram mantidos pela nova gestão. “Quase a totalidade dos funcionários que eram do Banco de Olhos de Sorocaba (BOS), que geria a unidade de saúde, foi absorvida pela Santa Casa, para manter o mesmo nível de atendimento humanizado, que é o diferencial desta UPH”, disse. Toda a estrutura física e equipamentos da unidade de saúde, que pertencem ao BOS, serão mantidos em comodato com a Prefeitura por 24 meses, sem custo para o município.

Morador da região, o vereador Wanderley Diogo se mostrou satisfeito com a conquista na área da Saúde. “Estive aqui na inauguração desta UPH e não poderia deixar que ela fechasse. Por isso tenho uma sensação de missão cumprida e quem ganha com a permanência da UPH é a população. Tenho gratidão pelo trabalho do BOS aqui na Zona Leste e tenho certeza que a Santa Casa vai manter ou melhorar o atendimento”, disse.

O vereador Renan Santos também prestigiou o evento e lembrou do empenho do Legislativo para manter a UPH, que atende uma região mais de 100 mil moradores. “Fizemos oitivas com o prefeito e realizamos inclusive uma Audiência Pública para discutir a manutenção da UPH da Zona Leste, já que o contrato com o BOS não poderia ser renovado e terminaria agora em maio. Então é preciso reconhecer o trabalho não apenas da Câmara, como também da Prefeitura, do Banco de Olhos e da Santa Casa que chegaram a uma solução para o problema”.

Para o vereador Fausto Peres, o atendimento da UPH da Zona Leste continuará a ser referência em Sorocaba. “O BOS fez uma gestão exemplar e a Santa Casa vai continuar com o mesmo padrão de serviço humanizado. Isso mostra que a cidade passa por um momento importante na área de qualidade de atendimento na saúde”, afirmou o parlamentar.

O prefeito José Crespo assinou o contrato junto ao Padre Flávio Junior, gestor e presidente do Conselho de Administração da Irmandade, e ao lado de Pascoal Martinez Munhoz, presidente do BOS, ao qual entregou um brasão da cidade como forma de agradecimento pelos serviços prestados na UPH da Zona Leste.

Na sequência, o novo responsável pela unidade de saúde destacou a tranquilidade durante o processo de transição entre as duas gestões. “Tivemos várias reuniões e a preocupação foi sempre com a saúde da população. Vamos assumir com muita humildade e fazer um trabalho com muita seriedade e transparência”, finalizou o padre, que no encerramento da cerimônia conduziu uma oração, acompanhado dos presentes no evento.

Comentários

Leia também