Câmara vota apoio ao Sistema S, mas não cobra data de ampliação do Sesi e novo Senai

Fechando a ordem do dia da sessão desta terá-feira da Câmara de Vereadores de Sorocaba está a votação da Moção nº 34/2015, de autoria da vereadora Neusa Maldonado (PSDB), que manifesta aplauso ao Sesi (Serviço Social da Indústria) e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) pelo trabalho desenvolvido em Sorocaba e, ao mesmo tempo, discorda da redução dos recursos destinados ao chamado “Sistema S” prevista no ajuste fiscal do Governo Federal. A vereadora lembra que o Sesi inaugurou sua unidade no Bairro Mangal em 1969 e, hoje, atende mais de 3.100 alunos em suas seis unidades em Sorocaba, oferecendo educação, cultura, esporte e lazer para a população. A vereadora também lembra que o Senai inaugurou sua sede própria em Sorocaba em 1961 e, desde então, desenvolve um intenso trabalho de formação e qualificação de mão-de-obra no município. Tudo isso é verdade, porém, ficou de fora dessa manifestação dois aspectos fundamentais.

Aulas do novo Senai seguem indefinidas

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e do Senai e Sesi, Paulo Skaf, visitou em 2014 as obras da nova Escola Senai de Sorocaba, situada na zona norte e, naquela época a previsão era de que as obras estivessem concluídas outubro daquele ano e as aulas começassem entre novembro ou dezembro. As obras da escola estão prontas, mas a previsão para o início das aulas, que era para fevereiro de 2016, já está sob suspeita novamente. A informação dada aos pais que ligam na escola é para eles fazerem a matrícula e que os aprovados começarão as aulas em Santa Rosália e quando (data indefinida) a nova escola funcionar será providenciada a transferência dos alunos.

Ampliação do Sesi Mangal é esquecida

Em 2012, o Sesi (Serviço Social da Indústria) recebeu, em caráter de doação, uma área de mais de 11 mil m², incluindo um trecho da rua Duque de Caxias, para aumentar as instalações em Sorocaba. O terreno foi cedido pela prefeitura (com a aprovação dos vereadores) e será incorporado aos já existentes 17 mil m² do Centro de Atividades (CAT), localizado no Jardim Mangal. De lá para cá, nenhum sinal do Sesi sobre a ampliação.

Nada contra a iniciativa da vereadora, mas que este é um ótimo momento para a Câmara cobrar a Fiesp, o Senai e o Sesi sobre datas, isso é.

Comentários

Leia também