Com briga entre Liga e Escolas de Samba, lei impede repasse e cidade perde o Carnaval

Ainda é um mistério o que levou os dirigentes das escolas de samba de Sorocaba a terem se desligado da Lisobes (Liga Sorocaba dos Blocos e Escolas de Samba), mas isso aconteceu e, por lei, a Prefeitura de Sorocaba fica impedida de repassar verba para o Carnaval de Rua em 2016. Em nota, o Governo Municipal esclareceu que com essa briga, a Prefeitura de Sorocaba não possui meios jurídicos legais para transferir recursos às escolas de samba, já que elas ainda não formaram um grupo organizado e legalmente constituído.

Ao contrário do que chegaram a levantar como hipótese, o prefeito Pannunzio não mudou de ideia e está contra o carnaval de rua. Ele apoia, mas não tem como passar o dinheiro. A prova do apoio do prefeito ao evento é o agradecimento que ele fez neste ano ao empenho da Secretaria de Cultura, em particular a secretária da Cultura, Jaqueline Gomes da Silva, no Carnaval de 2015 que reuniu mais de 11 mil pessoas durante as duas noites de desfiles, no Parque das Águas. Responsável pela abertura do carnaval 2015 e a entrega da chave da cidade ao Rei Momo, Pannunzio disse que “testemunhou o entusiasmo com o qual a equipe da Cultura foi para a avenida, disposta a oferecer o melhor de si. Foi um espetáculo em todos os sentidos; na avenida e fora dela. Espero que para o próximo ano esse pique seja mantido”, disse no começo deste ano.

Comentários

Leia também