Como fica o governo (que cuida da cidade) nessa briga? Por analogia, como no filme “A Mão que Balança o Berço”

Para o cidadão comum, que paga seus impostos, pouco interessa esse embate nos bastidores desde que ele não atrapalhe o governo, ou seja, desde que a água siga chegando em sua torneira, o lixo seja retirado, as unidades de saúde atendam, as escolas tenham aula, os buracos sejam tapados, a viabilidade de emprego esteja garantida… Enfim, o governo seja governo.

Saber os bastidores serve, portanto, para ninguém ser surpreendido.

Por isso perguntei a uma pessoa que vive o governo a avaliação que é feita por quem está dentro do governo sobre essa briga dentro do grupo que estava unido e ganhou a eleição de 2016, tirando a hegemonia de 20 anos do PSDB no comando de Sorocaba.

Leiam o que ela me disse:

Quanto a emenda que permite que a Mesa Diretora concorra à reeleição está presente um forte componente de Rodrigo Manga, o presidente da Casa: a emenda da reeleição é uma tentativa do Manga combater o Martinez, que avança para ser o presidente, e também por conta de um sentimento infundado dele de que não terá a legenda do DEM para concorrer a deputado. A legenda está garantida. Não houve mudança. Mas ele está instável e inseguro, o que não se justifica uma vez que não há adversário para ele na Câmara, a não ser o Martinez. Olhando para o Legislativo daqui a sensação é de que o Manga teme que o Martinez o prejudique porque desfizeram os laços que tinham, aliás esses laços o levaram à eleição inicial para a presidência. Marinho corre por fora, mas não tem chance e o mesmo com Hudson por conta da pressão do Manga. Enfim, o governo está nas mãos de Manga e Martinez. Sabe aquele filme: “A Mão que Balança o Berço”? É assim que o governo está.

Sinopse do filme

Para entender como o governo está, é importante lembrar o enredo do filme: Um casal está cansado de procurar uma babá. Até que uma se candidata ao emprego. Elegante, educada e dedicada, ela é simplesmente perfeita. Ela toma conta do bebê como se fosse seu e logo conquista o coração da filha mais velha do casal. Com o tempo, no entanto, a babá começa a se comportar estranhamente e parece querer assumir o lugar da esposa que, desconfiada, resolve investigar o passado da babá, sem saber que na verdade está nas mãos de uma mulher perigosa e obcecada por poder e vingança.

Sinopse da analogia governo x filme

Um grupo está cansado de ver sua Sorocaba comandada por adversários. Até que ganha. A presidência da Câmara fica com um político jovem, elegante, educado e dedicado, ele é simplesmente perfeito. O comando da cidade fica com um prefeito fiel ao seu padrinho político e com gana de mudar tudo o que o grupo político havia feito e para isso mergulha no trabalho, ou seja, também perfeito. Lembrando que cabe a Câmara cuidar da Prefeitura, ou seja, o Executivo só faz se a Câmara concordar. Com o tempo, no entanto, o presidente da Câmara começa a se comportar estranhamente e parece querer assumir o lugar do prefeito que, desconfiado, resolve se proteger e, ao trabalhar para governar não trabalhou para manter a Câmara aliada, foi cassado, sem saber que na verdade está nas mãos duas pessoas obcecadas por poder, o atual presidente da Câmara e o vereador que já foi presidente por 7 vezes e era amigo de loja maçônica do prefeito. Ou seja, para conseguir governar o prefeito estará nas mãos de Manga ou Martinez, caso nada aconteça até dezembro para mudar essa realidade.

Comentários

Leia também