Conferência do Clima em Paris está perto do fim e sem acordo, diz ambientalista sorocabana

A 21ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-21) em Paris, que ocorre desde o dia 30 de novembro e termina em 11 de dezembro, teve representantes de mais de 190 países tentando costurar um novo acordo sobre emissões de gases causadores de mudanças climáticas. Para Jussara de Lima Carvalho dirigente para a América do Sul da Associação Mundial de Governo, chamada Iclei, e ex-secretária do Meio Ambiente da Prefeitura de Sorocaba nas gestões dos prefeitos Vitor Lippi e Pannunzio, o que se viu em Paris “por enquanto foi muita fumaça para pouca lenha. Mil reuniões paralelas. Muitas conferências, muita gente importante pressionando, movimentação de prefeitos… Mas o documento, o texto do acordo, anda a passos de tartaruga… A diplomacia não acompanha a urgência das decisões que devem ser tomadas”.

O acordo atual terminou em 2010 e os governos devem estabelecer metas para, no mínimo, a próxima década, amenizar os efeitos das interferências da humanidade na natureza e conseguir um controle sobre o aquecimento global.

Jussara ficou até o domingo em Paris e conversa com a coluna O Deda Questão nesta quarta-feira ao vivo no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz).

Comentários

Leia também