Dirigente do basquete se manifesta para a imprensa e vereadores ligados ao esporte também externam surpresa e indignação com os cortes de verbas municipais. Inclusive o vereador que até abril era o secretário municipal de Esportes

Ainda sobre os cortes feitos pelo prefeito Pannunzio, até o começo da tarde de hoje (09/08), apenas Rinaldo Rodrigues dirigente da LSB (Liga Sorocabana de Basquete), que não terá o repasse de R$ 87 mil previstos para este começo de mês, lamente os cortes e deixa no ar se o  funcionamento das 6 categorias de base da equipe e mais de 200 alunos de escolinha do Projeto Arremesso para o Amanhã serão mantidos. “Preciso de uma apelo da imprensa. Não quero polêmica e sim ajuda forte para manter esse projeto importante para Sorocaba”, desabafou Rinaldo.

Na Câmara, o vereador Francisco Moko Yabiku (PSDB), ex-secretário de Esportes nomeado pelo prefeito Pannunzio e que ocupou o cargo até abril passado, utilizou a tribuna para criticar os cortes na pasta que poderá inviabilizar a participação da cidade nos Jogos Abertos do Interior, em setembro. Vereadores como Fernando Dini (PMDB) e Tonão Silvano (SDD) também teceram críticas ao decreto e à decisão do Comitê de Otimização do Gasto Público (Cotim) referentes ao esporte.

Comentários

Leia também