Fanáticos agridem jornalista por ele estar com celular vermelho

O jornalista Reinaldo Galhardo, mais conhecido na cidade por seu apelido de “Macarrão”, foi covardemente agredido por apoiadores do movimento pelo “voto impresso” durante manifestação convocada pelo Movimento Conservador de Sorocaba, realizada no domingo, dia 1, no estacionamento do Paço Municipal de Sorocaba, interior de São Paulo.

“Olha lá, de celular vermelho, é petista”. Essa frase foi ouvida pelo jornalista momentos antes de ser agredido. Macarrão trabalha e é o dono do portal de notícias SNewsSorocaba (https://snewssorocaba.com.br/), e acompanha acontecimentos da vida da cidade há três décadas. Ele trabalhou nos principais veículos de comunicação de Sorocaba: TV Tem, afiliado da Rede Globo, jornais Bom dia, Diário de Sorocaba e Cruzeiro do Sul, e rádio Ipanema FM.

Hoje pela manhã, ao vivo, Macarrão me concedeu entrevista no programa O Deda Questão na radioweb 365 (https://radio365.com.br/programa-o-deda-questaõ/). Mais do que explicar o que aconteceu, ele abriu seu coração e mostrou toda a sua decepção com a Maçonaria, entidade da qual ele faz parte há 23 anos; com a Polícia Militar, cujo os soldados que faziam o policiamento do evento nada fizeram mesmo com o pedido do jornalista para registrar a identificação dos agressores; com os vereadores sorocabanos Dylan Dantas (PSC) e Vinícius Aith (PRTB), que comandavam o ato e reafirmaram no carro de som do evento o entendimento dos agressores de que o jornalista era um “infiltrado” e “contrário ao ato”.

Se há o silêncio e decepção com essas entidades, há a solidariedade de outros profissionais para com ele, entre eles vereadores, como Iara Bernardi e Fernanda Garcia; entidades como a OAB; colegas de profissão; empresas de comunicação que noticiaram o fato, como o portal G1 e o jornal O Estado de S.Paulo; colegas maçons; e a oferta do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, pela sua Diretoria Regional de Sorocaba, que ofereceram a ele respaldo jurídico.

Também partiu do Sindicato dos Jornalistas uma Nota de Repúdio, onde num trecho, afirma: “A agressão sofrida pelo jornalista sorocabano é mais um grave ataque ao exercício jornalístico e à democracia que, infelizmente, vem se ampliando no Brasil, muito em consequência da narrativa perversa do presidente da República Jair Bolsonaro que insiste em atacar a imprensa e os profissionais da comunicação”.

Esse é apenas um exemplo do fanatismo dos seguidores de Bolsonaro. São idiotas incapazes de entender o contexto do mundo onde vivem.

Comentários

Leia também