Os 55 anos de Tereza

Sempre achei demagógicas, quando faço aniversário, as mensagens que recebo por email dos três bancos do qual sou cliente. Tenho o mesmo sentimento da mensagem me parabenizando pela minha data natalícia quando o clube do qual sou sócio me encaminha email à 00h01, do dia em que nasci, sempre sendo o primeiro do dia a me dar felicitações. Acho igualmente hipócrita mensagens das empresas na qual algum dia comprei alguma coisa.

Aniversário é algo tão pessoal que apenas os membros da família, ou amigos, deveriam se atrever a dar os parabéns pela data. Há quem espere, todo ano, por este dia. Há os que nem ligam para essa efeméride. Há os que comemoram. Os que esperam por festa surpresa. Os que organizam sua festa. Os que reservam mesa num bar. Os que esperam pelo presente. Os que cantam parabéns…

Com o passar dos anos as experiências no dia do aniversário vão mudando. Em 2006, por exemplo, recebi tanta mensagem de felicitações pelo Facebook que até hoje, 15 anos depois, ainda há aviso em minha página de que não abri todas as mensagens. E não é brincadeira. Outro dia cliquei para enviar um Messenger a uma pessoa e lá estava que já havíamos nos comunicado e, para minha surpresa, era ela me felicitando pelos meus 39 anos sendo que hoje tenho 54. Assustador!

Me lembrei disso tudo porque hoje na hora do almoço, na praça central, me encontrei com a Tereza, lá da Vila Santana, que eu não via desde criança. Ela dançava sozinha embalada pela cantoria de um senhor que botou uma caixa de som e com ajuda de playback alegrava quem passava pela praça. Esperei a música acabar e perguntei: você não é a Tereza? Ela abriu o mesmo sorriso de 45 anos atrás, de quando éramos criança, e disse simmmm e você é? Eu sou o Deda. Meu deus… blá, blá, blá.

Foi legal encontrar a Tereza. Ela me disse que era seu aniversário. E que não havia recebido os parabéns de ninguém ainda. Perdeu o contato com a família. Não fez nenhum amigo mais próximo. Trabalha de diarista. Passa muito tempo sozinha. Mas que estava feliz porque havia recebido felicitações do seu banco. “Adorei, eu abri a mensagem e explodiu uns balões. É da hora, quer ver?”

Tereza me mostrou a mensagem do Nubank em seu celular.

O Nubank é uma empresa startup brasileira pioneira no segmento de serviços financeiros, atuando como operadora de cartões de crédito e fintech com operações no Brasil, sediada em São Paulo e fundada em 6 de maio de 2013 por David Vélez. Quando você for fazer alguma transferência, a Razão social que aparece é Nu Pagamentos S.A.

Fui embora e de longe vi que ela votou a dançar. Estava feliz. Ela se deu o dia de hoje para celebrar consigo seus 55 anos. Parabéns, Tereza!

Comentários

Leia também