Oxi… claro que não!

A oposição ao prefeito Rodrigo Manga tem cavocado o muro de proteção em torno dele com o objetivo de achar um buraquinho onde enfiar o dedo para provocar o início do seu abrupto rompimento.

A mais recente tentativa teve o seguinte enunciado: “Só estou perguntando, se eu chamasse para um sorteio 12.000 pessoas e fizesse o sorteio de 35 prêmios, mas não falasse a data de entrega… do que eu seria chamado?” É uma alusão ao programa habitacional do prefeito, carro-chefe da sua propaganda eleitoral durante a campanha, onde havia a promessa de moradias gratuitas aos mais necessitados, que depois de eleito recebeu o nome de Casa Nova Sorocaba.

Imagino que cada um de vocês, caros leitores, já imaginaram uma resposta para a provocação. E todos de algum modo acertaram.

Então fui conferir se teve algum efeito essa ação. E minha parada foi um papo com a Lê, mãe do Arthur de 9 anos, separada do marido, que trabalha como caixa de padaria, que decidiu votar em Manga porque ele lhe prometeu a sua casa própria. O modo como ela fala, e sempre falou, sempre me deixou, e ainda me deixa, a impressão que ele havia lhe prometido algo pessoalmente, mas não ocorreu isso. Esperei minha vez na fila para passar com ela. Minha pergunta foi: Você já se decepcionou com o seu prefeito? E ela irritada, talvez indignada, certamente com o meu tom, me respondeu: Oxi…claro que não! Por que estaria? E eu lhe disse: Já foram mais de 500 dias do governo e sua casa ainda não foi lhe  entregue. Ela, já com a voz calma que lhe é habitual, me disse então: Calma, ele está trabalhando. Ele tem quatro anos para começar a entregar.  Fui embora com a certeza que segue intacto o muro de proteção contra Manga, ou seja, ele tem aprovação popular o que significa, num português bem claro, que seguirá tendo paz na Câmara de Vereadores.

Comentários

Leia também