Por que secretário foi exonerado?

O advogado Rodrigo Onofre, preso preventivamente na manhã de ontem, quarta-feira (12), durante a Operação Noteiras, que investiga sonegação fiscal, fraude estrutural, lavagem de dinheiro, enriquecimento ilícito e organização criminosa em São Paulo e Alagos, foi exonerado do cargo de secretário de Recursos Humanos da Prefeitura de Sorocaba.

As acusações que o levaram à prisão são relativas aos seus atos de advogado e não de secretário. Daí é legítimo que se faça a pergunta: por que Manga o tirou do cargo de secretário? Por que Manga levou mais de dez horas para efetuar sua exoneração? Por que a prefeitura de Sorocaba, contrariando toda a praxe de Manga de fazer live e divulgar tudo, se calou diante da exoneração? Onofre é tesoureiro do Republicanos, partido de Manga e presidido por sua esposa, isso tem relação com a exoneração? Onofre, antes de ser secretário, de 2017 a 2020, foi nomeado a pedido de Manga seu assessor na Câmara de Vereadores, isso tem relação com a exoneração? Onofre, escolhido por Manga, esteve na equipe de transição do governo Jaqueline que estava saindo para o de Manga que estava chegando. Isso influenciou na decisão de Manga?

São perguntas pertinentes e de interesse público uma vez que Manga foi eleito pela maioria dos votos do sorocabano.

O que pode explicar a exoneração: Manga sentir-se traído por Onofre, pois ele não sabia de nada do que Onofre fazia em suas horas de cunho particular. Manga entender que mantê-lo no cargo iria atrair a atenção ao seu governo por algo que não lhe diz respeito. O que explica a exoneração horas depois de uma nota oficial dizendo que o prefeito iria “aguardar a apuração dos fatos para tomar qualquer medida em definitivo”? Que os fatos foram suficientemente apurados!

Com a exoneração do secretário preso preventivamente, com os vereadores se calando, com a imprensa “passando pano”, com o prefeito tocando o dia de hoje (o seguinte ao fato) como se nada tivesse acontecido… um problema político está sobre a mesa do prefeito. E fazer de conta que o problema não existe não fará com que ele suma. Um problema sempre será resolvido, a história mostra isso. Ou agora, quando ele acontece, ou no futuro, quando menos se desejaria que o passado voltasse à tona. Não sei se Manga escolheu sozinho este caminho, mas me parece o pior a seguir.

Em tempo: a secretária Jurídica Luciana Mendes da Fonseca foi nomeada para exercer, interinamente e cumulativamente, o cargo de secretária de Recursos Humanos no lugar do exonerado Onofre.

Comentários

Leia também