Prefeito afirma que PSDB de Sorocaba está se apequenando ao permitir que presidente da Câmara vá ao governo do prefeito eleito e que decisão não respeita a decisão do eleitor que quis o partido na oposição do grupo que ganhou a eleição

panndez7

O prefeito Pannunzio (PSDB) participou da coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) hoje e analisou a decisão do o atual presidente da Câmara, o vereador José Francisco Martinez (PSDB), de aceitar convite para integrar-se ao governo do prefeito eleito José Crespo (DEM) no cargo de secretário de Relações Institucionais que terá a função de fazer a articulação política da futura administração da cidade.

Do ponto de vista de Crespo, que fez o convite, Pannunzio disse que é inteligente e escolheu uma das melhores pessoas para desenvolver a função. Pannunzio não se cansou de enaltecer as qualidades de Martinez e lembrou que estão juntos na política desde o final dos anos 90 e que ingressaram juntos no PSDB. O prefeito deixou claro que está bravo com essa situação justamente porque não apenas tem apreço e gosta pessoalmente dele, mas por sua importância no ninho tucano. Do contrário, nem teria se importado com essa situação.

Pannunzio usou o termo ressentido com o que chamou de separação brusca de Martinez e disse pensar qual será o comportamento dele quando, o que o prefeito classifica de normal, o futuro governo tecer críticas sobre o seu governo. Onde ficará a coerência?, questionou o prefeito: na defesa do governo do qual ele chegou a ser líder ou no governo do qual ele ingressou?

Pannunzio disse que conversou bastante com Martinez e com os deputados Vitor Lippi e Maria Lúcia Amary. Para o prefeito, ao entrar no governo de Crespo o PSDB vai se apequenando, vai ser mais um partido entre os mais de 13 que estão na base do prefeito eleito, correndo até o risco de ficar insignificante depois de ser o protagonista por mais de 20 anos. O prefeito ainda disse que o eleitor sorocabano, foram 40 mil e tantos votos em João Leandro, mas esse número pode aumentar levando em conta quem votou Branco ou Nulo, quis o PSDB na oposição ao grupo que venceu a eleição e que o PSDB ao aceitar a ida de Martinez ao governo do Crespo vai negar essa decisão do eleitor.

Questionado sobre se haverá expulsão de Martinez ou um convite para que ele deixe o PSDB, o prefeito foi prudente ao dizer que vai prevalecer a vontade do partido e do diretório. A verdade é que Martinez antes de aceitar o convite de Crespo consultou Pannunzio, que foi contra, mas também a deputada estadual Maria Lúcia e o deputado federal Lippi e ambos não apenas aceitaram como deram respaldo para Martinez aceitar o convite.

Seja qual for a decisão e o que levou os deputados a apoiarem a decisão de Martinez, o fato é que Pannunzio, em sua análise, poderá ter sido profético hoje ao analisar essa decisão do futuro governo municipal sob a ótica do PSDB e o futuro local do partido.

Comentários

Leia também