Prefeito e vice, juntos

A péssima relação do prefeito Crespo e da vice Jaqueline Coutinho na esfera política não se reflete no campo administrativo, ao menos do ponto de vista do TCE (Tribunal de Contas do Estado), conforme parecer emitido na 1ª sessão Ordinária da Segunda Câmara do órgão, realizada no último dia 5, quando as contas de 2017 foram aprovadas.

Vale lembrar que neste ano, por 43 dias, o prefeito teve o seu mandato cassado e o governo foi da vice, Jaqueline Coutinho. No processo TC-006891/989/16, o relator-presidente, Renato Martins Costa, se pronunciou favorável à aprovação das contas da Prefeitura de Sorocaba, destacando o que diz respeito a Crespo em separado do que diz respeito aos 43 dias de Jaqueline Coutinho.

Via sua assessoria de comunicação, o prefeito Crespo celebrou a aprovação das contas pelo TCE: “Essa decisão é muito importante pois referenda que trabalhamos de forma correta e efetivamente em consonância com o que rege as legislações, que são extremamente complexas, no que tange a administração pública. Essa aprovação das nossas contas do primeiro ano de mandato, justamente quando assumimos com uma dívida de mais de R$ 30 milhões, mostra a seriedade que não só o prefeito, mas toda a equipe de Governo tem em conduzir Sorocaba.”

Não houve manifestação da vice sobre as contas aprovadas de seu período como chefe do Executivo sorocabano.

Com a emissão do parecer, o próximo passo do processo será dado pela Câmara Municipal. “Com a aprovação por parte do TCE, que é o órgão fiscalizador em nível estadual, não há porque ter um desenlace diferente por parte do Legislativo. Por isso, temos a convicção de que o resultado não será diferente”, explicou o prefeito.

A foto que ilustra essa postagem é de Fernando Rezende, publicada originalmente no jornal Diário de Sorocaba.

Comentários

Leia também