Prefeito inaugura o Palácio do Consumidor, nova sede do Procon sorocabano, e evento reúne 17 dos 22 secretários municipais como sinal público de que governo vive em unidade e harmonia

A solenidade de inauguração do Palácio do Consumidor (avenida Antônio Carlos Comitre, 330, no Campolim), nova sede do Procon sorocabano, marcou o que deve ser um sinal público da unidade do governo: a presença maciça dos secretários municipais. Das 23 pastas (incluindo Fundo Social de Solidariedade) e da vacância de titular numa delas (Educação), 17 secretários, além do Corregedor e Ouvidora estiveram presentes no evento realizado na tarde de quarta-feira. Dado absolutamente diferente do observado sábado passado, quando do início das obras de ampliação da maior Estação de Tratamento de Esgoto de Sorocaba, quando nem dez secretários compareceram.

A presença dos secretários em eventos dessa natureza, nos governos de Renato Amary, Vitor Lippi e Pannunzio, ou seja, nos últimos 20 anos, sempre teve o sentido de comunicar essa unidade. Jaqueline Coutinho (nos seus 42 dias de governo, enquanto Crespo esteve cassado) manteve a mesma lógica e teve a presença maciça de secretários na inauguração de obra de saneamento no Vitória Régia. Crespo, por sua vez, sempre deixou a participação dos secretários como facultativa. Não mais desde sábado passado quando poucos foram a ato de tão importante obra. Resta saber como serão os próximos eventos uma vez que não terá convocação ou determinação para a ida dos secretários, apenas a observação de quem está indo ou faltando. Mais ou menos como quem está junto, em unidade e harmonia com o governo, e quem está de secretários por razões pessoais.

A lista do evento

Estiveram presentes os secretários Gustavo Barata (Assuntos Jurídicos e Patrimoniais), Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos), Marcelo Regalado ( Fazenda), Hudson Zuliani (Licitações e Contratos), Mário Bastos (Recursos Humanos), Fernando Oliveira (Abastecimento e Nutrição), Suélei Gonçalves (Cidadania e Participação Popular), Ademir Watanabe (Saúde), Alceu Segamarchi (Recursos Hídricos), Luiz Carlos Franchin ( presidente da Urbes/ Mobilidade e Acessibilidade), Ronald Pereira (diretor do Saae), Fernando Dini (Segurança e Defesa Civil), Eric Vieira (Gabinete Central), Alexandre Robin (Chefe de Gabinete), Jessé Loures (Meio Ambiente), Róbson Coivo (Desenvolvimento). Além de Lilian Crespo (Fundo Social de Solidariedade), Carlos Alberto de Lima Rocco Junior (Corregedor Geral), Marina Elaine Pereira (Ouvidora Geral) e Laerte Moletta (superintendente do Procon).

Faltaram Cíntia de Almeida (Igualdade e Assistência Social); Werinton Kermes (Cultura); Simei Lamarca (Esportes) e Fábio Camargo (Habitação). A Educação está sem secretário com a saída de Marta Cassar.

Comentários

Leia também