Prefeito relembra tempo de presidente de comissão de relações exteriores e defende governo interino na Argentina

O prefeito Pannunzio contou hoje (08/06), durante a coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz), que durante sua participação no 14º Congresso Internacional de Cidades Educadoras, realizado no final de semana passado em Rosário na Argentina, teve a chance de defender o Brasil dos ataques dos próprios brasileiros. Segundo o prefeito, a secretária de Educação do governo de Minas Gerais, que é do PT, afirmou que a democracia está em risco no Brasil e que um golpe está tentando tirar definitivamente (no momento ela está afastada) a presidente Dilma do cargo em que pese seus 54 milhões de votos. Pannunzio disse que em seu discurso pode dizer que ninguém contesta os votos de Dilma, mas que ela foi afastada por ter cometido um crime de responsabilidade e que o Brasil vive no gozo do funcionamento pleno de todos os poderes da república. Pannunzio também revelou que muitos participantes, partidários da visão de mundo do PT, chagaram a vaiar a sua fala. Mas ele disse que agiu com a convicção de quem não apenas defende o governo, mas defende em especial o Brasil. Para quem não se lembra, nos quatro mandatos de deputado federal Pannunzio foi membro atuante da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional onde chegou a ser presidente. Além disso, é o tucano sorocabano mais alinhado com José Serra, ministro de Relações Exteriores do governo interino de Michel Temer.

Na foto, Pannunzio participa de uma das mesas de debate do 14º Congresso Internacional de Cidades Educadoras em Rosário na Argentina.

Comentários

Leia também