Promotor é instrumento político dos interesses do PSDB sorocabano, assim interpreto a entrevista do vereador mais antigo da Câmara

O vereador Marinho Marte, que tem sido eleito e reeleito ininterruptamente nos últimos 32 anos pelo eleitor sorocabano para a Câmara Municipal, concedeu entrevista na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) na manhã de hoje (23/11). Ele explicou o que motivou ele e os colegas Crespo (DEM) e França (PT) a irem até o Procurador Geral da República pedir uma investigação sobre o papel do promotor Orlando Bastos Filho, do Ministério Público de Sorocaba. Me acusou de ser amigo do promotor e de vender ao meu público a visão do promotor em detrimento a posição da Câmara. Educado, medindo as palavras para não ofender ninguém, brincalhão e bem humorado como sempre, Marinho Marte afirma que há uma orquestração envolvendo o Poder Executivo, membros do Poder Legislativo e do Ministério Público para perseguir quem é oposição aos tucanos. No ar, o vereador não disse quais seriam as motivações do promotor para fazer parte dessa orquestração, mas que após investigação do Conselho Federal do Ministério Público (conforme pedido dele, Crespo e França) isso será revelado. Ele afirmou que o MP estadual não é independente, mas corporativista (seus membros protegem uns aos outros) e por isso o pedido de investigação contra Orlando Filho foi feito no âmbito federal. Em resumo: o promotor Orlando Bastos Filho é instrumento político dos interesses do PSDB sorocabano, assim interpreto a entrevista do vereador mais antigo da Câmara.

Comentários

Leia também