Secretário da Cultura não consegue falar com o prefeito de Sorocaba e pega senha para a fila de programa onde o cidadão comum se encontraria com o chefe do executivo. Fato inusitado está sendo tratado como falta de tato do secretário

WKfila

O prefeito Crespo, cumprindo o que disse em campanha, de aproximar o prefeito e a prefeitura do cidadão comum, sem alarde, deu início da tarde da última sexta-feira ao programa “Fale com o prefeito”. O prefeito reservou das 14h às 16h da sua agenda para receber 15 munícipes que pegaram uma senha e foram para a fila. O que chamou a atenção, pelo inusitado, é que o secretário da Cultura, Werinton Kermes, pegou sua senha e ficou na fila para ser atendido por Crespo. Como assim? Um secretário não consegue falar com o chefe? Conversei com Werinton e ele explicou que foi a forma que encontrou para quebrar o método do prefeito que só faz atendimentos dentro da sua agenda.

Veja o diálogo e compreenda o que aconteceu:

Deda Benette: O que você foi pedir para o prefeito na fila do salão de vidro? O que ouviram é que você disse que estava na fila por que queria agilizar uma conversa com o prefeito.

Werinton Kermes: Na verdade foi assim: o secretário de cultura do estado me ligou dizendo que viria a Sorocaba no próximo dia 17 fevereiro, mas só confirmaria presença se o prefeito confirmasse algumas questões ainda hoje (sexta-feira passada) sobre a transferência do prédio da Oficina Cultural Grande Otelo para o município. O prefeito só atente quem esta agendado. Ele é super mega metódico neste quesito. Subi ao 6º andar, onde fica a sala do prefeito, para tentar falar com ele e não consegui. Lá fiquei sabendo que ele ia atender o público, então desci e peguei uma senha e fiquei na fila. Aí ia passando uns figurões e perguntava o que eu está fazendo ali aí eu explicava que não tinha sido barrado porque não tinha agendado. Sei que antes do prefeito descer para atender o povo, meu fone tocou e era ele pedindo para eu subir. Ele se desculpou pelo transtorno. Foi isto.

O fato inusitado está sendo tratado como falta de tato, mais do que qualquer outro aspecto. É verdade que o prefeito é metódico e também é verdade que algumas urgências (como este acerto com um secretário de estado) vão aparecer.

Comentários

Leia também