Vereador denuncia os supersalários

Na noite de sábado passado, a assessoria do vereador Irineu Toledo da Câmara Municipal de Sorocaba, decidiu emitir uma Nota de Esclarecimento a respeito da polêmica onde ele se viu envolvido, em redes sociais, a partir de um comentário que fez a respeito dos salários dos professores da rede municipal de ensino. A categoria sentiu-se tão ofendida que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais decidiu protocolar o pedido de cassação de Irineu. Pelo horário e dia da divulgação (sábado à noite), se nota a urgência do vereador com o fato.

Em sua nota, ele explica o que quis dizer, ataca quem ele entende que merecia ataque, e pede desculpas a quem ele entende que se ofendeu com sua fala.

Mas, retiro da mensagem da assessoria do vereador um trecho que julgo absolutamente relevante: “(…) por hora o vereador Irineu não pretende ingressar no debate dos supersalários – de professores que recebem acima de R$ 15 mil, R$ 17 mil e R$ 25 mil reais, tendo em vista de que se trata de uma seleta minoria, porém são realidades que existem e devem ser observadas; ou acerca do altíssimo índice de absenteísmo (afastamentos justificados) enfrentado pela Secretaria de Educação, cujas informações preliminares indicam que o custo gerado ultrapassa R$ 6 milhões de reais – no período de janeiro a agosto de 2018 – os quais por sua vez saem dos cofres municipais, e do bolso da população (…).

Ops, salário de R$ 25 mil? Seleta minoria (quantos?) Afastamento de professores sem justificativa?

Não apenas os vereadores, mas o Ministério Público deve-se debruçar sobre esses valores e custos dos servidores públicos municipais denunciados por Irineu Toledo. A Prefeitura deveria se antecipar e explicar tais dados. Está ai um novo motivo para uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dentro do Legislativo. E que esses dados não sejam, outra vez, um tropeço na forma de se expressar do vereador. São números absurdos na medida que são incompatíveis com a realidade do Brasil, não apenas contrários à realidade de Sorocaba.

Para ler a Nota de Esclarecimento do vereador, acesse: http://www.camarasorocaba.sp.gov.br/sitecamara/noticias/vernoticia?codigoNoticia=18243

Comentários

Leia também