Vereador pastor fica muito bravo com minha postagem. Vale a pena ler meu diálogo com ele

A minha postagem sobre a eleição para o Conselho Tutelar de Sorocaba, onde está embutida uma clara disputa de poder político e religioso, despertou a ira do vereador pastor Irineu Toledo. Durante uma hora e meia trocamos mensagens via wattsapp. Há vários pontos que merecem destaque, porém a íntegra do diálogo (que teve início às 12h27 e foi concluída às 13h59) revela a essência de quem é o vereador e explica muito do seu modo de agir. O diálogo começa com uma primeira interpelação dele e apenas quando ele endurece em sua posição também o faço e tiro dele o que julgo ser essencial para entender a forma de agir do pastor vereador. Chega a ser surpreendente. É um papo longo, mas que na minha opinião vale a pena ser lido até o fim.

* * *

Vereador Irineu Toledo: Deda, o ódio que vocês têm dos Evangélicos, nós sabemos a origem. Triste referência. “BANDO”? É bom que você saiba que fui votar somente com minha esposa. Temos direito.

Eu: Não é ódio. É provocação pela forma. Não fique bravo. Infelizmente parecia sim um chefe e seu bando. Ou você vai me dizer que eram amigos numa tarde de domingo? Não havia espontaneidade.

Vereador Irineu Toledo: Provocação???? Porque você não destila está mesma provocação e coloca sob suspeita, assim como quer fazer contra evangélicos, os que são conselheiros candidatos a reeleição, aqueles que sabidamente são ligados a maçonaria, a deputados estaduais da cidade e  que foram indicados  para cargos públicos do Governo do Estado. Ora, porque está perseguição injusta e leviana Deda? Deveria você colocar nomes, apresentar fotos desses absurdos que VC coloca, pois o contrário não passa de leviandade sua e falta de ética profissional.

Eu: Perdoe se assim soou. Mas repito, é pela falta de espontaneidade dos eleitores. Tavam ali para cumprir um dever. Uma ordem dada pelo pastor.

Vereador Irineu Toledo: Talvez para você seja difícil mesmo entender que pessoas se UNAM em favor de um bom propósito, honesto, digno, licito, especialmente o de lutar pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Sua imaginação parece distorcida, impingindo em tudo ilicitude. Isto não há, ao menos de minha parte!

Eu: Falo mentira?

Vereador Irineu Toledo: Marginalizar evangélicos ou cristãos não é digno de um jornalista, ao contrário, é leviano, posto que da forma pejorativa que coloca “bando”, soa estar tratando com quadrilheiros.

Eu: Não é esse meu foco, mas o comportamento do grupo

Vereador Irineu Toledo: Aliás, seria passível está e outras acusações suas de interpelações judiciais ou ações para eventuais reparações de danos, na acha?

Eu: Não acho na medida em que calco minha crítica neste comportamento.

Vereador Irineu Toledo: É mentira sua e o que diz em relação a mim e minha pessoa. Fui apenas eu e minha esposa, então, por favor, conserte isto. Não faça perpetuar está sua mentira!

Eu:  Você não tinha candidatos?

Vereador Irineu Toledo: Pessoas foram antes e depois, mas fui com minha esposa. Quando diz que fui na frente de um bando, você se faz mentiroso. Você já disse que tenho, diga me quais são? Se eu estava na fila, não seria para votar e votar em alguém?

Eu: Ué na medida que você tem candidato, você está a frente do grupo que é para votar nestes candidatos. E o fato de ir com sua esposa não significa que não esteja à frente desses fiéis que votaram em quem você indicou..

Vereador Irineu Toledo: Não mude o que falou dos Cristãos, seja homem. Não tenho medo de você e de seu grupo. Entendeu? Não falo pelos cristãos, falo por mim.

Eu: (Não tive tempo de responder e o vereador emendou a questão a seguir).

Vereador Irineu Toledo: Deda, porque você não se mete com o PANNUNZIO, tem suas razões né? Aliás você e o Kiko, o dono, tem muitas razões!!!!!

Eu: O que falo do prefeito é o mesmo que falo dos vereadores e qualquer outra pessoa pública, ou seja, o que é contraditório e contradição e de interesse público.

Vereador Irineu Toledo: Você o Kiko e a turma da IPA não me metem medo. Vocês são covardes abatem aqueles que pensam ser menores.

Eu: Você deveria te meter medo é da sua consciência. Seja honesto.

Vereador Irineu Toledo: Seja você.

Eu: Eu sou.

Vereador Irineu Toledo: Não vejo vocês se referindo ao fundo de poço que Sorocaba está.

Eu: Qual fundo do poço? Você tem uma tribuna e nunca disse qual é esse fundo. Não seja leviano.

Vereador Irineu Toledo: Leviano é você e seu grupo.

Eu: Eu sou honesto e coerente.  Você não é. Assuma que liderou os membros da sua igreja para votar nos candidatos que indicou na eleição do Conselho Tutelar. Está com medo do que vereador?

Vereador Irineu Toledo: Medo de quem?

Eu:  Se é de alguém aceito como resposta, mas minha pergunta é do que.

Vereador Irineu Toledo: Você aponta o seu Dedo sujo pra mim!!!!!

Eu: Sim, aponto, mas meu dedo limpo sobre o seu desejo de eleger seus membros no Conselho. Negue isso.

Vereador Irineu Toledo:  Não devo satisfação pra você. Você vive nos ofendendo. Como se não tivéssemos nenhum direito.

Eu: Foi você que me procurou para esta conversa. Você deve a sua consciência. Deve à sociedade e espero que ao Ministério Público. O fato de ser pastor não te dá o direito de guiar a voto do fiel da igreja.

Vereador Irineu Toledo: Você me chamou para esta conversa, quando nos ofendeu, você deu publicidade. Estou apenas reagindo. Você me citou nominalmente.

Eu: Você arvora o direito de afirmar ao membro da sua igreja em quem ele deve votar.

Vereador Irineu Toledo:  Estou falando contigo em um ambiente fechado, você no público e queria silêncio? Entendi, vocês Falam e nós ouvidos. Calados!!!!! Deda, nem a morte me mete medo!!!! Tenho o Senhor Jesus ao meu lado.

Eu: Meu diálogo é com a sociedade e neste sentido também com você. Mas como disse, eu apontei o dedo para um comportamento que entendo tira o livre arbítrio do cidadão na medida que você impõe um candidato a ele. Abomino quem oprime quem está sem condição de reagir à altura.

Vereador Irineu Toledo: Tu o dizes. Quem será que te oprime!!!!!!!

Eu: Olha, vou te repetir o que digo com frequência: posso não concordar com o que diz, mas defenderei o direito de dizer. Nunca impedi você de falar nem no blog, TV ou rádio. Você nunca aceitou. Fico feliz que tenha reagido agora pois ajuda todos a te conhecerem melhor.

Vereador Irineu Toledo: Você não me conhece, Deus Me conhece.

Eu: O que significa que o eleitor também não te conhece e meu papel é o de mostrar aos eleitores quem são os homens públicos que pedem voto em Sorocaba.

Vereador Irineu Toledo: Entendi, o que você quer é motivo para denegrir o meu trabalho, vá em frente. O que é de gosto é regalo da vida. Pode me usar para aparecer, não tem problema. Repito, não temo a nada, inclusive você e a Ipanema.

Eu: Você pediu que seus fiéis votassem nos seus candidatos. Isso é denegrir? Quem afirma é você.

Vereador Irineu Toledo: O que fiz em favor do povo vocês não viram. O sr. Jesus Viu, o que me basta.

Eu: Jornalista aponta o contraditório e não joga louros em quem ganha para fazer o que deve ser feito.

Vereador Irineu Toledo: Não sigo sua cartilha, mas a palavra do Meu Deus. Meu mestre é o Senhor Jesus, não você. Não preciso dos seus louros, tanto que não vou na sua rádio. A Graça de Deus me basta.

Eu: Já pensou se seu mestre volta e pega pra ele todo dinheiro que pastores como você pegam dos fiéis em nome dele?

Vereador Irineu Toledo: Acabou o argumento?

Eu: Meu argumento foi minha postagem. Você que deve argumentar se não concorda com a postagem.

Vereador Irineu Toledo: Partiu pra agressão, acabou o argumento. Arrebentou!!!!! Abraço.

Eu: Ahh entendi. Quando falamos no mesmo tom, que o seu deus etc e tal está tudo bem. Quando faço um questionamento sobre seu papel de intermediário eu agrido?

Vereador Irineu Toledo: Deda, sirvo ao Senhor Jesus, não a você. Consegue entender?

Eu: O que vc faz na sua ação particular é seu, mas o que fizer como pessoa pública é sim do interesse da comunidade e você goste ou me ameace como fez seguirei relatando e interpretando ao cidadão que tem interesse.

Vereador Irineu Toledo: O kiko (dono da rádio Ipanema) está revoltado com o projeto do Jessé e manda você nos agredir e você obedece. Triste não?

Eu: Se você tem pendências com o kiko, acerte as com ele.

Vereador Irineu Toledo: Sem pendências, ele manda você obedece. Manda quem pode obedece quem tem juízo. Parabéns.

Eu: Não entendi essa sua associação minha e do Kiko, mas agradeço pela entrevista. Até uma próxima. Obrigado.

Vereador Irineu Toledo: Quer que eu desenhe? KIKO = DONO. KIKO MANDA = VOCE OBEDECE. DIFICIL?

Eu: Difícil sim. Sabe por quê? Porque isso revela muito sobre você e nada sobre mim. Eu não preciso, ou achava até você afirmar essa toupeirice, explicar que um homem pode pensar por si e não precisa de um chefe ou pastor para pensar, interpretar e expor suas opiniões por ele. Acredite pastor, seus fiéis podem pensar. Estimule-os a isso e você vai ver para onde eles te mandam.

Vereador Irineu Toledo: Você também pode pensar? Tripudiar todo um segmento, só pode ser a serviço alguém.

Eu: Sim, eu posso pensar. Por que isso é tão espantoso a você? E repito, se você ajudar os membros da sua igreja também podem pensar.

Vereador Irineu Toledo: Pense Deda, você é um jornalista, não se deixe levar.

Eu: Não sou dono da verdade, se estou sendo levado me diga, exponha o que está errado em meu post.

Vereador Irineu Toledo: Não Deda, não vamos inverter os papéis. A afirmação de que fiéis não pensam é sua! Isto está explícito na sua postagem. Não acho correto o que VC faz e este é o meu pensamento. O que está errado em seu post é referir-se ao povo cristão como “bando”, pejorativamente, como se fossem uma parcela da sociedade que deva ser excluída de todos os seus diretos, inclusive o de voto.

Eu: E você está me dizendo que a multidão de fiéis que foram votar para o Conselho Tutelar o fizeram de maneira espontânea? Mais, escolheram os candidatos? Para que a colinha então ? Não, o que está ali é o cumprimento de uma ordem dada pelo pastor.

Vereador Irineu Toledo: DEDA isto quem tem o dever de esclarecer é você. É vc quem faz a denúncia publicamente, e me citou nominalmente, pelo que o interpelarei.

Eu: Ok, assim acaba essa entrevista?

Vereador Irineu Toledo: É muita pequenez sua  achar que as pessoas são ignorantes, que não sabem pensar ou que agem por vontade de um líder. Agora, me explique, todos que ali foram estavam lá a pedido de quem?????? Por ordem de quem????  Os que não são de igreja, mas por exemplo, trabalhavam no poupatempo, os que já foram conselheiros e são candidatos a reeleição, que receberam votos, o fazem a mando de quem?

Eu: Você está dizendo que não teve interesse algum nessa eleição do Conselho?

Vereador Irineu Toledo: Todos têm direito de votar. No edital não diz que cristão não podia votar. Que quem pertence a alguma igreja estava proibido de votar.

Eu: Não disse que não podia. Repito, está claro o que critiquei. Algo mais?

Vereador Irineu Toledo: Depende, se quiser to pronto! Nada tenho a temer!!!! A graça de Cristo Jesus meu Salvador, me basta.

Eu: Obrigado. Você se expôs e e agradeço por isso. Reforço que você é meu convidado para falar na rádio e TV.

Vereador Irineu Toledo: Me exponho sempre que for atacado injustamente. Repito, nada a temer. A graça de Cristo Jesus Meu Salvador me basta.

Eu: Ok. Te aguardo na rádio e na TV.

Vereador Irineu Toledo: Que Cristo Jesus meu Salvador te Abençoe e te Guarde. Abraços.

Eu: Abraço.

Comentários

Leia também