Afastamento de veterinário de suas atividades no zoológico e denúncias de que ele levava vantagem pessoal com o dinheiro público levanta a pergunta: isso não é o caso de CPI?

Foi a partir de denúncia dada aqui, e investigada pela Corregedoria da Prefeitura de Sorocaba, que o veterinário Rodrigo Teixeira foi afastado de suas funções no Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros. Agora, a denúncia (veiculada pela TV Tem), mostra que o mesmo veterinário, olha só, agendou a realização de curso de pós-graduação com aulas práticas no zôo de Sorocaba em fevereiro de 2016 pela bagatela de 25 parcelas de R$1.099,00 p/ sócio e 25x de R$1315,00 p/ não sócio da sua entidade. Basta verificar no site : http://anclivepa-sp.com.br/curso/animais-silvestres. E tem muito, ainda, por emergir. Há ainda um contrato (e essa nem deve ter convênio com a Prefeitura), Basta verificar no site http://www.econatureconsultoria.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=119&Itemid=114. Há ainda outro endereço: http://www.aprenda.bio.br/portal/?p=1098. Isso tudo numa busca rápida na internet.

A pergunta que não quer calar é: Se esse não for um caso que pede CPI, não há outro.Tem muita gente que, em oitiva, teria muito o que falar.

Comentários

Leia também