Governo do Estado volta atrás na reorganização, mas Prefeitura de Sorocaba mantém plano de mudança e acaba com Ensino Médio

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara Municipal de Sorocaba que busca entender a reorganização escolar ouviu pela segunda vez o secretário municipal de Educação, Flaviano Agostinho de Lima, e o dirigente regional de Ensino, Marco Aurélio Bugni, nesta sexta-feira (11/12). Bugni confirmou, somente, o que já foi decidido pelo governador, ou seja, está cancelada a reorganização escolar estadual (que lhe compete) e a promessa da abertura do debate sobre o tema ao longo de 2016 com a comunidade escolar.

A novidade ficou por conta de que o prefeito Pannunzio, ao contrário de Alckmin, não recuou nestes últimos dias e vai continuar o processo de fechamento do Ensino Médio em todas as escolas municipais (Getúlio Vargas, Flávio Nogueira, Leonor Mendes e Aquiles de Almeida), obrigando, conforme a Lei, a todos os novos alunos a irem para as escolas estaduais: “Temos os fatos consolidados. Estamos cumprindo a legislação”, afirmou o secretário. Ele também reafirmou sua opinião sobre a importância da reorganização para o ensino e, também, repetiu que muitos movimentos de ocupação escolar aconteceram como caráter político e partidário.

O secretário Flaviano também reafirmou na oitiva de hoje da CPI da Educação que serão fechadas pelo menos 6 Oficinas do Saber (escola tempo integral), em vários bairros, notícia dada em primeira mão pela coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) e por este blog.

Comentários

Leia também