Câmara de Vereadores de Sorocaba paga salário de R$ 11 mil para porteiro, de R$ 7,9 mil para telefonista e de R$ 27 mil para assessor. São dezenas de outros super-salários

supersalariocamara

O presidente da Câmara de Vereadores de Sorocaba, Rodrigo Manga, eleito para o cargo no domingo passado, foi meu convidado para participar na manhã de hoje na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,Mhz). A pauta era o novo momento da sua carreira política; o peso da igreja (ele é missionário da Igreja Evangélica Mundial) na sua votação recorde, mais de 11 mil pessoas votaram nele em outubro passado; o peso do veterano vereador Engenheiro Martinez na sua eleição para presidente do Legislativo; as mudanças que retende fazer no comando da Casa de Leis; o projeto de levar o Legislativo aos bairros…. Mas um ouvinte me mandou uma mensagem pedindo para que eu perguntasse ao Manga se ele vai fazer alguma coisa com os super-salários pagos pelo Poder Legislativo sorocabano aos seus funcionários.

Minha primeira reação foi: que super-salários?

E esse ouvinte me passou páginas do Portal da Transparência da Câmara de Sorocaba onde estão os salários pagos pelo Legislativo aos funcionários concursados. Lá estão aberrações (que outro termo usar?) como um salário de R$ 7.963,80 pago a uma telefonista. Outro super-salário, superior a R$ 11 mil, pago a um porteiro. Sim, o porteiro da Câmara ganha R$ 11 mil! Ao menos 5 assessores jurídicos têm salários que variam entre R$ 25 mil e R$ 27 mil. Tem contador que ganha mais de R$ 18 mil. Tem também analista de sistemas que recebe mais de R% 18 mil.

Manga, a princípio, disse que esses salários eram de pessoas que se aposentaram e voltaram a trabalhar e que esses super-salários seriam a soma do que recebem da Câmara mais o que recebem de aposentadoria. Mas aos poucos, quando fui revelando esses super-salários ao Manga, a expressão do seu rosto foi mudando, revelando um certo constrangimento e surpresa com tamanho valor dos vencimentos.

O compromisso inicial de Manga foi o de avaliar se estão dentro da lei. O que me adiantei e disse que estão. O que é óbvio. Ninguém pagaria se não fosse o que ganham. São funcionários concursados ganhando super-salários.

O compromisso final do novo presidente do Legislativo foi o de verificar o motivo de tais salários terem chegado a este valor e, depois, verificar o que fazer para evitar tais distorções.

A verdade é que Manga chegou à presidência depois de muita negociação, pressão e articulação, afinal tinha um forte oponente, Fernando Dini. Tinha a idéia de presidir com o que há de bom no cargo, mas meu ouvinte, ao trazer à tona os super-salários obriga Manga a descascar este abacaxi, com o perdão do trocadilho das frutas. Caberá a ele dizer à sociedade o que levou a tais distorções e, especialmente, se vai se mexer para corrigir esta aberração absurda.

Em tempo: este é o endereço onde o leitor pode ter acesso aos cargos, funcionários e seus super-salários (http://www.camarasorocaba.sp.gov.br:8383/contas-publicas-0.1/arquivo/getConteudo/811) .

Comentários

Leia também