Deputado-pastor de Sorocaba afirma que pensou bem para citar sua igreja na hora do voto

O deputado federal Jefferson Campos (que teve mais de 161 mil votos quando se elegeu com votos em urnas de mais de 500 cidades paulistas) também recebeu críticas por citar que votava pelo impeachment da presidente em nome da nação da Igreja Quadrangular, da qual ele é pastor em Sorocaba. Durante a coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) de hoje (18/04) ele explicou que toda a ação dele é muito bem pensada, que ele tem 5 pessoas que ele sempre consulta para suas ações e que bem no discurso que fez no momento do seu voto. Ele disse que representa as 161 mil pessoas que votaram nele e não tem a pretensão de representar quem não comunga com o pensamento dele. A citação da Igreja Quadrangular foi para reforçar seu compromisso com os fiéis da igreja de todo o Estado e com a liderança do partido.

Membro do PSD, partido que foi da sustentação política da presidente Dilma, Jefferson explicou que votou a favor do impeachment porque acabou a ingovernabilidade e ele não era atendido pelo governo. Como exemplo citou a espera de 7 meses para conseguir uma audiência com o ministro da Saúde para tratar da oncologia de Sorocaba. Audiência, aliás, que nunca aconteceu.

Comentários

Leia também