Ex-assessora (motivo da briga da vice com o prefeito e que culminou na cassação do chefe do executivo) volta ao Paço

Retornou à Prefeitura de Sorocaba no horário do almoço de hoje Taty Polis, a assessora do prefeito Crespo, motivo da briga entre a vice-prefeita Jaqueline Coutinho e o prefeito, que culminou com a cassação do prefeito pela Câmara pelo período de 42 dias até que a justiça determinasse o retorno dele ao cargo, fato ocorrido no dia 6 de outubro de 2017.

Taty, seu advogado (Joel de Araújo) e Eric Vieira, secretário de Gabinete Central, se reuniram com Crespo por volta das 12h30, na sala do prefeito.

Taty Polis se limitou a me dizer, quando perguntei a ela o motivo da reunião, que não estava autorizada a dizer o motivo.

O secretário de Comunicação Eloy de Oliveira informou que não haverá nota oficial sobre o motivo da visita dela ao prefeito, dizendo que ocorreu em horário de almoço.

Diplomada em Marketing Comercial pela Faculdade Esamc Sorocaba, Tatiane Regina Goes Polis, conhecida por Taty Polis, foi assessora pessoal do prefeito Crespo desde o primeiro dia de mandato em janeiro de 2017 e ela pedir exoneração sair em julho.

Primeiramente, quando da viagem do prefeito à Alemanha e ocupando o posto de prefeita, Jaqueline Coutinho investigou o diploma da faculdade de Taty e se confirmou que ele é verdadeiro. Na segunda viagem de Crespo, desta vez a Portugal, e novamente no cargo, Jaqueline investigou o diploma do curso supletivo de Taty e ai se desencadeou o desentendimento da vice e o prefeito.

Taty é ré em um ação que tramita na 1ª Vara Criminal de Sorocaba e em breve deverá ser ouvida pelo Ministério Público. A investigação deverá dizer se ela agiu de má-fé ou foi vítima da escola supletiva de nome Colégio Brasileiro Cobra.

Comentários

Leia também