Grupo de maçons oriundos de todos os Estados do Brasil protesta na Câmara federal contra corrupção e o governo do PT; mas nenhum integrante da maçonaria sorocabana foi ao ato

Um grupo de maçons, acompanhados de alguns deputados da oposição, realizou nesta quarta-feira (17/02) um protesto pacífico no Salão Verde da Câmara dos Deputados contra o PT, o governo Dilma Rousseff e a corrupção. Apesar de Sorocaba ter tradição com a maçonaria, são mais de 15 delas apenas na cidade de Sorocaba, incluindo a centenária Perseverança III que comanda a Fundação Ubaldino do Amaral e o jornal Cruzeiro do Sul, apurei que nenhum maçom sorocabano esteve no ato. Mais que isso, apurei que nenhum maçom está autorizado a falar em nome das Lojas Maçônicas de Sorocaba.

Os maçons que protestaram em Brasília são integrantes do grupo Avança Brasil Maçons-BR. No Facebook existe uma página específica de Sorocaba para este grupo. Apurei que o grupo faz parte da Aliança Nacional de Movimentos Democráticos que reúne cerca de 50 entidades e associações com perfil ideológico de direita e que se organizam para fazer manifestações contra o governo do PT.

Vestidos de terno preto e usando luvas brancas para representar pureza e honestidade, cerca de 250 pessoas, durante a manifestação na Câmara se deram as mãos, formaram um grande círculo na frente da entrada do plenário principal da Câmara e appós ficarem um tempo em silêncio, gritaram palavras de ordem, como “Liberdade” e “Ordem e Progresso”. Os deputados Domingos Sávio (PSDB-MG), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Gonzaga Patriota (PSB-PE), que fazem parte da Maçonaria, também participaram do protesto. Os deputados sorocabanos (Vitor Lippi e Jefferson Campos) que não são maçons não foram ao ato.

Comentários

Leia também