Líder do MDB “sente o pulso” do diretório e dá liberdade total à cassação

Ricardo Hoffmann, que é chefe de gabinete do deputado estadual Jorge Caruso, o atual líder da bancada do MDB na Assembleia Legislativa e 1º secretário do Diretório Estadual do MDB, esteve na manhã de hoje em visita à Câmara de Vereadores de Sorocaba.

Foi uma visita surpresa. E tão de surpresa que um vereador do partido me disse que pensou alto quando viu ele entrando no plenário: lá vem interferência do diretório estadual neste processo de cassação do prefeito…

O presidente da Câmara, Fernando Dini, uma das lideranças do partido na cidade chamou todos os vereadores da legenda para a sua sala, incluindo a vereadora licenciada, Cíntia de Almeida, que é a titular da Secretaria de Igualdade e Assistência Social do prefeito Crespo. Além de Dini e Cíntia estiveram presentes Hudson Pessini, Rafael Militão, Péricles Régis e Vitão do Cachorrão. O outro vereador do partido, Hélio Brasileiro, não foi ao encontro.

Pelo que entendi, Hoffmann veio sentir o pulso – expressão cunhada pelo ex-prefeito Renato Amary quando desejava perceber o sentimento de um grupo em relação a um tema – dos membros do partido sobre à cassação de Crespo. E ouvi que ele disse que não há orientação alguma de como diretório municipal deve agir, dando liberdade total para este tema ser tratado internamente com as consequências que o partido, localmente, julgar a mais apropriada.

Comentários

Leia também