Mistério na secretária da Educação de Sorocaba: o que aconteceu com as decisões tomadas em novembro, que estão sendo revistas. As unidades da Oficina do Saber fecharam?

Em outubro passado eu afirmei aqui que metade das unidades Oficina do Saber (Programa de educação em tempo integral do município de Sorocaba, criado em 2007, destinado a crianças de 7 a 10 anos do Ciclo I, as chamadas 1ª a 4ª séries, das escolas municipais de ensino fundamental) seriam fechadas em 2016 em Sorocaba. Desde 2012 são 31 unidades e a partir deste ano 15 delas seriam fechadas. Fui desmentido pelo secretário de Educação, Flaviano Agostinho de Lima e em novembro ele fez atribuição de aulas e matrículas nas unidades que funcionam em período integral e atendendo cerca de 6500 alunos.

Mas, desde segunda-feira o pânico e a dúvida toma conta das professoras. Comunicado do secretário de Educação, Flaviano Agostinho de Lima, que pediu sigilo, deixa em dúvida o futuro das professoras e as aulas em período integral. Mais uma vez a falta de transparência. Mais uma vez pode ser apenas barulho, mas os indicativos são de que haverá problemas para se compreender as intenções do governo. Afinal, o que acontece que as decisões tomadas em novembro e que estavam claras para professores e diretores e coordenadores nesta primeira semana de fevereiro não estão mais?

Na volta às aulas, dia 11, uma primeira informação será dada. Na segunda-feira, dia 15 de fevereiro, quando de fato o ano começa, as dúvidas serão mais claras e, com elas, as respostas também. Hoje, véspera de Carnaval, dezenas de professoras estão inseguras, para dizer o mínimo.

Comentários

Leia também