Passeata pró-impeachment de Dilma em Sorocaba tem público menor do que a platéia que parou para ver a passagem do carro com Papai Noel no Campolim

O deputado federal Vitor Lippi (PSDB) era um dos cerca de 150 manifestantes, segundo dados da Polícia Militar, que saiu por volta das 16 horas da Praça do Canhão, no Centro de Sorocaba, em passeata pelas ruas pedindo o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT). Os manifestantes seguiram pela avenida Dom Aguirre até a Praça da Amizade, em frente ao Estádio Municipal (CIC), no bairro Jardim Santa Rosália, onde terminou o protesto, por volta das 17h30. Com gritos “Fora Dilma”, a passeata  não causou nem congestionamentos. Ao contrário do caminhão de Papai Noel que atraiu um público pelo menos dez vezes maior pelas ruas do bairro Campolim, provocando congestionamento para quem desejava descer a avenida no final da tarde.

A expressão do deputado na foto, que eu interpreto como de decepção com tão pouca gente na passeata, é o retrato do que foi o movimento de rua em Sorocaba. O vereador Crespo, desafeto de Lippi, divulgou via sua assessoria que, como cidadão e agente público, participou do Ato Cívico pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff na avenida Paulista, capital do Estado.

Comentários

Leia também