Por decisão da justiça, remédio de custo mensal de R$ 18 mil para tratamento de câncer de paciente sorocabano de 81 anos foi alvo de busca e apreensão no Conjunto Hospitalar, que dizia não ter o medicamento, mas que se comprovou o contrário

remedioaltocustoPor decisão do juiz Alexandre Dartanhan de Melo Guerra, da Comarca de Sorocaba, o remédio Zytiga foi alvo de Busca e Apreensão dentro do CHS (Conjunto Hospitalar de Sorocaba) na tarde de hoje. A ação do advogado Anselmo Bastos nasceu a partir da recusa do Governo do Estado de São Paulo em fornecer o medicamento ao seu paciente, de 18 anos, que faz tratamento de câncer. O custo mensal desse medicamento é de R$ 18 mil e a legislação afirma que o Poder Público tem o dever constitucional de fornecer medicamento para todos que dele necessitam propiciando o acesso igualitário à assistência médica e farmacêutica. A ação na Justiça, segundo o advogado, se deu porque o CHS informava que não tinha o medicamento. Quando do cumprimento da ordem judicial de busca e apreensão se verificou que o medicamento estava na farmácia do CHS.

Na foto, a oficial de justiça lavra o termo da busca e apreensão anotando todos os dados referentes à caixa do medicamento apreendido.

Comentários

Leia também