Pré-candidatos vão ao MP contra o prefeito

Dois pré-candidatos a prefeito de Sorocaba na eleição de 2020, que na última eleição, em 2016, foram aliados na campanha que levou Crespo ao cargo de prefeito de Sorocaba, o vereador Rodrigo Manga e a vice-prefeita Jaqueline Coutinho tiveram uma mesma idéia, e no mesmo dia: buscar a ajuda do MP (Ministério Público) contra ações do prefeito Crespo que, na avaliação deles, prejudicam a população.

Inimigos declarados do prefeito Crespo – fato acirrado no processo da cassação por 43 dias do mandato do prefeito em 2017 – tanto Manga, quanto Jaqueline argumentam suas idas ao MP com base no bem público no sentido de melhorar a cidade, ou seja, não é nada do âmbito pessoal ou muito menos eleitoral.

Vice-prefeita

Jaqueline Coutinho, sentindo-se privada de recursos para poder trabalhar, quer a ajuda do MP contra a decisão de Crespo de ter tirado dela uma estrutura mínima de gabinete como assessores e veículos o que, na avaliação dela acaba “inviabilizando as ações  próprias do cumprimento de seu mandato” de vice-prefeita.

Leia a íntegra da nota divulgada por sua assessoria: “A vice-prefeita Jaqueline Coutinho protocolou nesta data  petição  dirigida ao Ministério Público requerendo investigação  sobre atos de improbidade  do Prefeito de Sorocaba José Crespo consistentes em descumprir princípios da administração para satisfazer interesses próprios em detrimento do interesse superior da Administração  e da coletividade  visto a retirada de toda a estrutura de seu gabinete  inviabilizando as ações próprias do cumprimento de seu mandato”.

Vereador

O vereador Rodrigo Manga, por sua vez, ingressou no Ministério Público com uma representação pedindo informações sobre a real efetividade do Programa Recupera Sorocaba, especificamente da edição realizada pela Prefeitura no Parque São Bento, em fevereiro de 2019.

“Manga pede a intervenção do MP, em respeito à população e aos Princípios da Transparência e Publicidade, também para apurar eventuais práticas delituosas ou revestidas de má fé, por parte da Administração Municipal, em especial quanto à aplicação de recursos públicos”, informa sua assessoria. “Isto porque no dia 15 deste mês, ele foi ao Parque São Bento (foto) e constatou ruas em mau estado de conservação, seja devido à quantidade de buracos ou de mato, mas a Prefeitura gastou em publicidade para divulgar que o bairro foi revitalizado e que muitas melhorias foram feitas. Porém, tudo não passa de propaganda enganosa, pois o Parque São Bento ainda continua com problemas sérios, basta dar uma caminhada pelas ruas e perceber a real situação de abandono em alguns pontos”, destaca Manga.

Comentários

Leia também