Presidente eleito pela sétima vez diz que essa foi a vitória mais difícil. Opositor acusa prefeitura de interferir no processo e prefeito nega qualquer ingerência

No dia seguinte ao da escolha de Martinez como presidente do Legislativo sorocabano no último ano do atual mandato de vereadores, o clima quente apenas demonstra o que havia dito na véspera da eleição: a margem de votos favoráveis ao candidato do prefeito era muito pequena. A grande margem da vitória (14 a 4 e 2) não reflete esta facilidade. O próprio vencedor, Martinez, me disse que essa “foi a vitória mais difícil, parecia uma briga no escuro” até momentos antes da sessão queelegeu a nova mesa. Marinho Marte, que liderava a oposição, afirmou que o Paço (numa referência ao prefeito e seus assessores) interferiu e pressionou os vereadores a votarem em Martinez. Ele culpou os vereadores por aceitarem essa pressão. Na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91.1Mhz) hoje (16/12) de manhã o prefeito Pannunzio negou qualquer interferência na votação, mas enfatizou que ficou feliz com a vitória de um aliado dele ao invés de um opositor. O prefeito também elogiou o atual presidente, Gervino Gonçalves, o Cláudio do Sorocaba 1. Os três aparecem na foto em evento no gabinete do prefeito meses atrás.

Comentários

Leia também