Secretário da saúde tira licença e servidores ficam irados com o prefeito

RodrigoMorenoO já pesado fardo do prefeito Crespo (atrito com a vice, a mais longa greve de motoristas de ônibus da história da cidade, as investigações na Câmara, Polícia e Ministério Público…) vai ganhar uns quilos a mais de stress. Ou melhor, já ganhou. Desde que se tornou público, via grupo de whattsapp de servidores públicos, há 3 horas, que o secretário de saúde, Rodrigo Moreno, tirou licença do cargo para se ausentar de Sorocaba, as manifestações não param e externam um clima de revolta e inconformismo.

Confira 9 manifestações que circulam entre os funcionários:

1 – Por que não fez comunicado oficial?

2 – Ele teria que se afastar sem vencimentos e sem remuneração. Vamos ficar de olho depois, no Portal da Transparência. Ele ainda não tem 1 ano para ter direito a férias. Vai um servidor público pedir para o Governo essa mesma licença, nessas condições, pra ver se o Crespo deixa.

3 – O prefeito não vai nomear um substituto para assinar pela pasta? As vésperas do início do Mutirão da Saúde, o senhor secretario não é imprescindível para os ajustes e planejamentos finais das ações dessa ação primordial que o sorocabano aguarda há anos? Se não é então não precisa nunca mais de secretário de Saúde. Na hora dos mutirões ele não precisa estar lá só pra “sair na foto”.

4 – Servidores públicos concursados, efetivos e estáveis, se forem tirar algum tipo de licença, só tem direito depois de um certo período de “carência”, digamos.

5 – Com apenas 6 meses no cargo, já tem direito a licença?

6 – Essa Prefeitura é uma mãe para os amigos.

7 – Depois não adianta o prefeito aparecer xingando as regalias que o funcionalismo público tem. Perdeu a moral de falar!

8 – Esse “afastamento”, mesmo sem remuneração, tem base legal?

9 – Nós (servidores) precisamos nos revoltar!

 

Questões familiares

Rodrigo Moreno teve autorização para se ausentar da prefeitura porque foi resolver questões familiares, num encontro com os pais e filhos. Assim como disse da ausência do prefeito, que viajou a Portugal para atender promessa feita aos filhos, nesta aqui também entendo perfeitamente compreensível. Quem atende aos filhos, mostra capacidade para atender ao outro seja ele quem for. Falhar com os filhos é algo que merece discussão e entendimento. Por isso, quando um pai, seja ele ocupante ou não de um cargo público, atende seus filhos merece a minha atenção e compreensão.

Acho que muitas das manifestações dos servidores, que reproduzi acima, são exageradas e externam, somente, o clima ruim que se estabeleceu entre vários deles e o prefeito. Mas, dessa relação conturbada, crucificar o secretário Rodrigo Moreno é um exagero sem tamanho. Em que pese a mão do prefeito na ação e decisão do Mutirão da Saúde, que vai tirar em 1 ano 55 mil pacientes da fila de exames e outros20 de pequenos procedimentos, é óbvio que foi a gestão de Rodrigo Moreno que preparou tudo para acontecer.

Comentários

Leia também