Secretário de Educação do Estado diz ter vergonha dos resultados do ensino e diz que reorganização visa mudar essa situação. Só faltou dizer isso antes

A repórter Juliana Gragnani do jornal Folha de S.Paulo, teve uma reportagem sua publicada no portal UOL, sobre a afirmação do secretário paulista de Educação, Herman Voorwald (“tenho vergonha dos resultados [de educação] de São Paulo”) dada por ele em entrevista à rádio CBN. Ele defendia o processo de reorganização dos ciclos da rede estadual, que irá concentrar alunos de séries semelhantes em colégios e fechar 92 escolas no Estado, sendo seis delas apenas em Sorocaba, quando fez esta afirmação.

Segundo a repórter, ao negar que a reestruturação tenha objetivo financeiro, o secretário disse: “A minha única preocupação é que esses jovens tenham uma melhor educação. Eu tenho vergonha, enquanto secretário do Estado da Educação, dos resultados que o Estado de São Paulo, que esse país apresenta, e que o Estado de São Paulo apresenta. Não é possível que a sociedade se conforme com isso”.

O secretário admitiu que pode ter havido “uma deficiência na questão da comunicação para entender o que é a reorganização”. “Entendo que, por conta de uma rede extremamente complexa, elas [as informações] não chegam da maneira que deveriam chegar, ou porque são contaminadas ou pela incompetência de nós nos comunicarmos com os pais.” “Mas não há a menor dúvida que o movimento [a reorganização] é importante. Por que nosso aluno não tem o direito de ter uma escola melhor?”

As ocupações da escolas prosseguem. Já são mais de 160 no Estado e quase 20 escolas ocupadas apenas em Sorocaba.

Comentários

Leia também