Três secretários deixam a Prefeitura de Sorocaba na virada de março para abril por causa das eleições de outubro. Dois concorrerão ao cargo de vereador e outro a de prefeito ou vice

Informei na coluna O Deda Questão no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz) na manhã de hoje (22/02) que três secretários municipais vão deixar a administração municipal na virada de março para abril devido as regras que definem quem pode concorrer na eleição de outubro próximo. Um caso, já bastante divulgado, é o do secretário Esportes, Yabiku, que volta à Câmara e será candidato á reeleição. O outro caso é o da vice-prefeita, Edith Di Giorgi, que é secretária de Desenvolvimento Social. Ela deixa o cargo para concorrer ao cargo de vereadora. É a primeira vez que ela coloca seu nome à disposição do eleitor numa eleição, uma vez que a campanha de vice não existe. O caso de maior repercussão, sem dúvida alguma, será a saída do secretário de Governo, João Leandro da Costa Filho, o braço direito do prefeito Pannunzio. Ele sai para concorrer ao cargo de prefeito (ele é o presidente do diretório municipal do PSDB) ou a vice-prefeito. Neste caso sendo candidato do próprio prefeito Pannunzio que, eu entendo, é o que deve acontecer. Ou para o caso do candidato ser Vitor Lippi, deputado federal, em que pese ele tenha me dito com todas as letras e emoção que nem o partido pedindo e nem seus amigos (Alckmin, Pannunzio e Maria Lúcia Amary) pedindo ele será candidato devido a uma decisão pessoal de não concorrer ao cargo de prefeito de Sorocaba em outubro próximo e seguir fazendo seu trabalho de deputado. Seja como for, a saída de João Leandro dá um molho diferente a esse mistério tucano.

Comentários

Leia também