Tribunal de Justiça nega Habeas Corpus e ex-chefe de gabinete segue no Centro de Detenção

O advogado José Cabral Dias, de 51 anos, permanece detido no Centro de Detenção Provisória  de Capela do Alto desde sexta-feira passada quando foi preso pela equipe da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Itapetininga acusado de fazer parte de uma quadrilha que traficava drogas, inclusive no estacionamento da Câmara de Vereadores de Sorocaba, onde Cabral era o chefe de gabinete do vereador Hélio Godoy. Na tarde hoje (21/10) o Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido de Habeas Corpus pedido pelo Conselho Regional de Prerrogativas, da OAB Sorocaba, presidido por Antônio Delgado Lopes (na foto à esquerda com Cabral). No despacho do desembargador Miguel Marques e Silva ele afirma que não se justifica a concessão da medida pleiteada (Habeas Corpus).

A expectativa é que pelo menos a justiça determine que Cabral deixe a cadeia, mas siga detido no Batalhão da Polícia Militar.

Comentários

Leia também