Vai trabalhar, vagabundo

O médico Vinícius Rodrigues, que ocupa atualmente o cargo de secretário de Saúde da Prefeitura de Sorocaba, segue agindo como se ele fosse secretário daqueles que compartilham de sua ideologia bolsonarista e não como reza a prerrogativa de quem ganha a eleição: governar para todos.

No último sábado, ele resolveu visitar a página da deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL), eleita na última eleição com 249.887 votos, sendo que 2.745 deles apenas dos sorocabanos. Sâmia, exercendo o cargo para o qual foi eleita, deu sua opinião sobre uma das últimas falas do presidente da república quando ele afirma que o brasileiro precisa de fuzis e não de feijão. Sâmia postou apenas a expressão Prefiro Feijão. O secretário (sim, ninguém deixa o cargo de lado à noite, de madrugada ou nos finais de semana, quem aceita ser secretário sabe que o será 24 horas por dia pelo tempo que ocupar o cargo, ininterruptamente) comentou nesta mensagem a ofensiva mensagem: “Fale a verdade, todo mundo sabe que você prefere hambúrguer, de preferência com duplo chedar”. Uma alusão ao fato de Sâmia fugir dos padrões impostos às mulheres que elas devem ser magras.

Por mais que este tipo de postagem tenha o intuito de polemizar, causar, agradar os eleitores que compartilham de sua opinião, e que a polêmica e a agressão sejam instrumentos do secretário para alcançar votos, é inadmissível que ele use o cargo de secretário para isso. Sim, cargo de secretário uma vez que ninguém daria a menor bola para o que ele pensa ou escreve caso fosse um cidadão comum.

Na hora me ocorreu a expressão vai trabalhar secretário. Aliás, expressão que usei hoje em O Deda Questão na radioweb 365 quando abordei o tema. E dessa expressão “Vai trabalhar secretário” me veio à mente, agora, enquanto escrevo, a música de Chico Buarque. A sonoridade das duas expressões, certamente, me fez uma situação me lembrar da outra. Mas relembrando trechos da letra da música, entendo que cabe bem ao comentário feito pelo secretário da saúde no post da deputada federal. A seguir, reproduzo a letra da canção de Chico Buarque de Holanda.

Letra de “Vai Trabalhar Vagabundo”

Vai trabalhar, vagabundo

Vai trabalhar, criatura

Deus permite a todo mundo

Uma loucura

Passa o domingo em família

Segunda-feira, beleza

Embarca com alegria

Na correnteza

Prepara o teu documento

Carimba o teu coração

Não perde nem um momento

Perde a razão

Pode esquecer a mulata

Pode esquecer o bilhar

Pode apertar a gravata

Vai te enforcar

Vai te entregar

Vai te estragar

Vai trabalhar

Vê se não dorme no ponto

Reúne as economias

Perde os três contos no conto

Da loteria

Passa o domingo no mangue

Segunda-feira vazia

Ganha no banco de sangue

Pra mais um dia

Cuidado com o viaduto

Cuidado com o avião

Não perde mais um minuto

Perde a questão

Tenta pensar no futuro

No escuro tenta pensar

Vai renovar teu seguro

Vai caducar

Vai te entregar

Vai te estragar

Vai trabalhar

Passa o domingo sozinho

Segunda-feira, a desgraça

Sem pai, nem mãe, sem vizinho

Em plena praça

Vai terminar moribundo

Com um pouco de paciência

No fim da fila do fundo

Da previdência

Parte tranquilo, ó, irmão

Descansa na paz de Deus

Deixaste casa e pensão

Só para os teus

A criançada chorando

Tua mulher vai suar

Pra botar outro malandro

No teu lugar

Vai te entregar

Vai te estragar

Vai te enforcar

Vai caducar

Vai trabalhar

Vai trabalhar

Vai trabalhar

(Vagabundo)

 

FOTO: A deputada federal Sâmia Bonfim e o secretário da saúde Vinícius Rodrigues.

Comentários

Leia também